Continuação do Conto: Com Ele Dormindo Parte IV

Bem amigos, nesse conto eu vou revelar à vcs um dos meus dois segredos que acabei contando ao meu doce bruninho.

Pois bem, sem mais delongas, um dia fui a sua casa lhe levar algo para degustar, chegando lá o encontro dormindo, mas como ele já me esperava, entrei e fui direto ao seu aposento. Guardo o que levara e vou até sua cama, claro que vou dizer a vcs o quanto eu fiquei feliz em vê-lo assim, dormindo, tava lindo demais, aí pensei, é a hora de eu matar a minha sede, ou seja, tomar do seu leite condensado.

Me aproximei de sua cama e o toquei de leve, ele simplesmente virou pro lado e nada, aí eu senti que não poderia fazer outra coisa senão aproveitar a oportunidade que estava me dando. Como já perceberam, a gente só se envolve quando ele ta dormindo, ou de olhos fechados, sei lá se ta dormindo mesmo kkkkk.

Pois bem, fui chegando de mansinho pra não assustar o coelho, mas como eu sou meio safadinho kkkk, iniciei um contato mais íntimo, mas demorei um pouco a chegar ao pau delicioso, mas enquanto isso, eu ficava ali na região do rosto, fazendo carinho, sussurrando baixinho pra ele não acordar e ao mesmo mesmo querendo que ele ouvisse.

Quando senti que eu tava em brasa, manipulando seus mamilos que insistiam em ficar durinhos, alisando seus pelos na barriga e no calor do tesão, vendo que a tendencia era ficar mais quente o ambiente, falei, vou fechar a porta (a da entrada) antes que alguém chegue aqui e nos pegue no pulo.

Voltando ao meu alvo, tratei de fazer o reconhecimento do seu pau, se tava babando como sempre acontecia aos meus toques, e não deu outra, o meu príncipe tava a 1000 por hora, sentindo os mesmos prazeres que eu, de olhos fechados mas tava kkkkkk, aí eu crio coragem e falo bem no seu ouvido, "vc é meu", pode juntar todas as mulheres do mundo que não dá um de vc.

E continuei a minha caça, ansiava chegar ao pico da neblina rsrsrs, e falei, "eu não vou sair daqui antes de mamar o seu pau". Diga-se de passagem que em momento algum ele facilitou pra que eu pudesse realizar meu desejo, matar a minha fome, nem mesmo quando eu cheguei ao seu pau, tive que me contorcer todo pra poder ter o direito à dar as sonhadas mamadas, mas consegui, acho que quanto mais difícil, melhor a caçada, mais gratificante é, mais prazeroso se torna. E assim, fiquei mamando e ele dormindo, não dava um gemido sequer, não reagia, mas também seu pau não amolecia de jeito nenhum.

De repente, ele se levanta, sobe o zíper da calça e sai do quarto, vai comer e eu fico ali deitado na sua cama sem entender o que acontecera, por que ele se levantou e não esperou gozar, e eu não sabia como encará-lo, nesse momento fiquei um pouco envergonhado, sem saída, tendo que ir embora e sem coragem pra encarar seu olhar que parecia matador.

Mas como sou um gay passivo que espalha guerra kkkkk, me levantei, ajeitou o pau na gaiola e fui onde ele tava, me sentei à sua frente, ele degustava sua comida, por segundos ficamos nos olhando calados, só nossos olhos diziam alguma coisa, mas sem interpretação.

Até que puxei papo com ele, falamos de outros assuntos, e como tava na hora de trabalhar, me despedi dele e fui embora, deixando-o com seus pensamentos os quais desejava saber, levando os meus que certamente ele também queria desvendar.

Infelizmente esse foi nosso último contato, hoje estamos separados, cada um segue seu caminho, ele ta namorando uma menina e eu to aqui sofrendo por amá-lo e com saudades de nossa amizade. Mas ainda tenho esperança de resgata-lo, posso dizer uma coisa, já é difícil perder o amigo, pior ainda é perder o amigo e o homem que você ama.

Deem a nota, comentem, e quando a gente voltar a se comunicar, volto aqui pra relatar, pois eu acredito que ele gosta de mim e que sente o mesmo tesão que sinto, embora ele só dorme, mas a gente sabe quando o corpo reage.

Quem leu meus contos, me diga por gentileza, ele sempre esteve dormindo? Ele é chegado em mim?

Ele gosta desse tipo de pegação? Deem sua opinião aí.

Obrigado.

Autor: Lutador Avante
E-mail - lutadoravante@hotmail.com
MSN - lutadoravante@hotmail.com
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta