Todo mundo da zona oeste conhece bem o transito da Raposo Tavares nos horarios de pico, sofremos todos os dias pra ir e voltar do trabalho, normalmente ficamos um tempao parados totalmente, e como eu gosto de ficar dando umas olhadas fico sempre procurando alguma coisa que me chame atenção.

Gosto de ficar olhando para as maos e bracos dos caras tentando advinha o rosto, cabelo, altura, etc. mas meu fetiche sao as maos grande e rusticas. Adoro uma mao calejada (risos), e uma noite me "apaixonei" por uma que via, mas o transito andava um pouco e nao conseguia ver mais nada, do jeito que eu gostava - grande, forte e com pegada na direcao (risos).

Fiquei tentando varias vezes ver mais, mas embora estivesse no carro ao lado, o anda e para do transito nao estava ajudando, ate que consegui ver o antebraço, forte e peludo... humm ficou bem legal a combinacao, ai ja imaginei um cara grandao, uns 40 e poucos, barbudo e careca.

Logo depois o transito foi me deixando ao lado dele, e conegui ve-lo: altura media, cabelo bem curto, bigode e mais velho, uns 50 e poucos, mas um tiozão presença (ou seja, pegaria facil). Fiquei secando e ele puxou papo: "transito ferrado, bla bla bla", concordei, anda um pouquinho... paramos de novo, e ja mandei, tanta coisa boa pra fazer naquele calorao e ali parado, e ele: "nem me fale", dei uma risadinha sacana e ele olhou serio... pensei: "ferrou, nao curtiu", mais anda e para... ia secando, ate que ele olhou de novo e devolveu a risada... bateu tesao na hora!

O transito andou mais um pouco e passei na frente dele, já que ia entrar a direita, e entrei na Decathlon pra comprar umas coisas, advinha... parei o carro no estacionamento e ele parou ao lado ja dizendo: "ah, é isso que voce chama de coisa boa?", mandei:"que nada, coisa boa pra mim é bem diferente", ele: "não quer vir aqui pra me mostrar", fui e mal entrei no carro ele ja me deu um beijao, até assustei, não imaginei que ele curtisse uma pegada com homens. Mas como a gente estava no estacionamento, sugeri de irmos pro motel ao lado e deixaria meu carro ali.

Fomos chegando no motel e conversando amenidades, o cara era bem bom de papo e parecia ser gente boa, educado, mas foi só entrar no quarto que o bicho pegou, beijasso de novo, amassos e ralação, fui tirando a roupa dele bem devagar e ele tirando a minha, pasando a quele maozão pelo meu corpo e me beijando.

Ele tinha minha altura, mas todo peludo e forte, com tudo no lugar para a idade, fomos ficando de cueca e nao conseguia ver o pau dele, mas fui alisando seu corpo ate dar uma boa pegada... estava durasso, tamanho bom e bem grosso. Apertava e ele gemia, fui sentindo aquele cheiro de macho e ele pedindo: "me chupa cara", obedeci.. tirei a cabeçona pra fora da cueca, dei uma limpada e lambi devagar. Meu, como o tio gemia e o pau pulsava, fui abocanhando todo com dificuldade (era realmente grosso) enquanto ele fazia carinho na minha cabeca, mas apertando daquele jeito gostoso.

Me arrumei na cama e começamos um 69 daqueles, de ladinho, sentindo bem um ao outro, até bunda dele era toda peluda, um tesao.. e ele me chupando e brincando com minha bunda com o maozão, tesao da porra! Depois nos beijamos mais e fomos nos esfregando pra ver qual era a de cada um, mas logo vi que ele era ativo, e como sou versatil, deixei rolar.

Fomos tomar um banho pra ficar melhor e ele sempre me agarrando, falando umas putarias baixinho e fui ficando com medo daquela rolona grossa, ele percebeu e disse que sabia exatamente o que fazer pra eu ficar tranquilo, voltamos pra cama molhados e de novo pro 69, mas agora ele lambendo meu cu, que tava piscando muito e ele foi chupando e massageando, colocando gel e os dedões... deixando no ponto enquanto eu engolia sua picona.

Quando estava mais relaxado e veio, comecou de lado, devagar, me beijando, e enfiando...doeu pra caralho pra entrar aquela cabeça, urrei, mas ele foi bem de boa, brincando e me pegando, colocou mais um pouco, viu que estava doendo e tirou, deu um tempinho, disse q nao boa, sempre acontece com ele (tambem né, pau grosso da porra), e foi me beijando, me chupando e veio de novo, dessa vez entrou melhor, relaxei e a brincadeira rolou mais, rolamos em varias posicoes, o cara realmente sabia fazer direito ate que gozamos juntos, muita porra pra todo lado.

Ele foi tomar banho, fiquei descansando, e depois foi minha vez de tomar banho, voltei pra cama e conversamos (lembra, o cara era bom de papo), mas ele era casado, e apesar de terem uma relacao "aberta" nao ficava com muitos caras. Comentei que estava na mesma, mas tinha ficado louco de tesao com ele naquele transito, ele disse que sentiu o mesmo.

Nos beijamos abracados pra nos despedir, mas fui sentindo aquele homão da porra e ficando duro de novo, ele tambem, e comecou tudo de novo, transamos tanto que tive que sair correndo pra nao fechar o estacionamento e ficar sem meu carro, apesar da pressa trocamos contato pra uma cervejinha qualquer dia sem compromisso.

Trocamos mensagens, mas a cerva ainda nao rolou, mas não falta vontade e vai rolar...



Autor:Renato
E-mail - renato_bi@hotmail.com
Skype - Não Divulgado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta.