Eu marquinhos continuação agora com meu priminho...

adamos Estava frime com Marquinho, metiamos quase todo dia quando voltava da escola ou no rio ou na casa dele,ele era insaciável quando eu queriauma rola bem grossa eu colava no cafezal e dava para pai dele, saia de la regassado...

Com cu pingando porra, agora meu alvo era meu priminho que estava crescendo, e vrando um hominho, não largava meu pé vivia dormindo em minha casa...

Quando dormia em casa eu esperava ele dormir encochava sua bundinha arrebitada, chegava a gozar, pegava seus mamilos, seu pintinho, com o tempo eu abaixava seu shots e colocava no seu reguinho e ouvia seu respirar, sempre assim gozava e dormia agarrado a ele...

Eu estava doido para comer aquele cuzinho, mas na minha casa não podia, nem ia dar, uma vez chamei ele para irmos na mata, ele topou eu é hoje pensei como esta porra...

Chegamos la falei Sandrinho vamos brincar de marido e mulher ele ficou apreensivo, topou na hora, só fiz ele jurar que não falaria a ninguém, ele jurou, ele estava empolgado com nossa brincadeira ficamos deitados debaixo de uma arvore, em volta era só mato, parecia uma cabana, eu pedi para sandrinho deitar em cima de mim, ele deitou e ficou cara a cara comigo, beijei seus lábios só beijinhos, comecei a bolinhar ele, vi que logo já estava pintinho duro...

Ele estava entendendo e correspondia minhas investidas....tirei toda roupa dele, deixei nu parecia um anjinho ali minha frente, passei mão sua bunda, beijei e mordi, meu parecia ia rasgar meu shorts, tirei para fora, sandrinho assustou mas seus olhos brilhava , levei mão dele meu pau, ensinei ele a massagear...

Depois pedi para ele beijar a cabeça ele obedecia, pedi lambe ele lambia,eu perguntava se estava gostando ele dizia que sim, eu disse ainda vai ficar melhor, você quer ser minha menina ele balançou cabeça que sim, deixei ele mamando um tempo, equanto eu bolinava seu bumbum, tentava enfiar dedo mas não entrava, coloquei ele de bruço abri bem sua bunda que cuzinho lindo, rosinha apertadinho, não sei como iria enfiar minha vara ali, meu pau grosso 18 cms mais ou menos, mal cabia sua boca, ele só lambia cabeça pois não entrava na boca.

Tentei enfiar dedo com saliva ele reclamava que doía, lambi para ver se relaxava e nada, estava doido para arrombar o moleque, mas estava difícil, pedi para ele me mamar, e tomar meu leite ele obedeceu, mamou até eu explodir em gozo naquela boca linda...

Ficamos um tempo deitado, nadamos fomos secar , deitamos ele queria brincar meu pau ele adorava ver ele crescer em sua mão...

Deitei em cima dele ele de frente e gozei meio das coxas...



Autor: Israel
E-mail - romuhlook@gmail.com
Skype - Não Divulgado
Conto Enviado pelo Internauta.