Di boa com primão, mas quando vc tem aquele fogo não adianta, levou cantada e já era, eua ia para escola todas manhas, era 3 klms de casa, atravessava um cafezal, até sair na estrada, em direção a escola, eu já com 13 rumando aos 14 anos, hoje tenho 55 anos, já experiente nas sacanagens com meu priminho...

Qdo eu voltava da escola já era mais de meio dia sempre tinha um tiozinho trabalhando no cafezal, ele devia ter uns 30 anos moreno cabelos lisos corpo bem definido, logo ele via eu chegando ele sismava de mijar, algumas vezes não me controlei e olhei estava meio bomba, mas vi de relance..

Depois de uns dias ele me ofereceu agua, como estava calor aceitei e ficamos na sombra de um cafezal, notei que toda hora ele passava sua mão na baquilha , aquilo me deixava exitado, ele puxava conversa segurar.

Ele viu estava imcomodado com seu volume, logo ele tirou para fora seu pau e que pau dava 2 do meu primo, era moreno cabeçona roxa grosso, perguntou se eu gostava, eu respondi muito grande e grosso, ele você acha, balancei cabeça. sim, ele pediu que sentasse seu colo, me pegou pela mão, sentei eu estava de shorts ele colocou meio de minhas coxas dava ver cabeça na minha frente pulsando, não resisti passei mão estava quente , ele afastou meu shorts e colocou bem nas coxas agora sem shorts...qui delicia sentir aquela vara quente nas coxas....

Ele me levantou e pediu para eu abaixar meu shorts queria ver minha bunda, abaixei ele ficou encantado, apalvava seu pau já soltava aquela porrinha, melecou seu dedo guspe e socou meu cuzinho, colocou um depois outro,e dizia que delicia de cuzinho deixa eu fuder com ele, eu disse não, seu pau grande eu não aquento,ele eu coloco devagar com carinho você vai gostar, eu dizia não e morrendo de vontade, levantei disse tinha ir embora. Ele calma vamos brincar você não quer olha como estou louco por você minha coisinha gostosa...

Eu brincava com seu pau passava mão a língua e acariciava ele meu rosto, ele dizia queria fuder comigo, me virou apalpou minha bunda, pediu para eu ficar de quatro e que ia me dar uma grana, se eu fosse bonzinho, eu obedeci me deitei só senti ele abrindo minha bunda e me fudendo....

Com língua,como era gostoso senti aquela língua me invadindo.Fui lambido como nunca aquele macho sabia dar prazer.....

Guspiu mais e logo senti a cabeçona na entrada querendo me deflorar, ele foi colocando devagar, senti cabeça entrar dei um grito de dor, ele calma, me beijou a nuca causou arrepios,logo senti aquela vara me invadindo parece quando cabeça passou o resto ficou mais fácil.

Ele empurrava me cu recebia toda a vara, eu gemia e mplorava ele calma vou fuder seu cuzinho, já passa logo vc vai gostar, tirou lambuzou mais e colocou novamente colocou cabeça escorregou a dentro...

Sentia tonturas e as pregas dilaceradas arder, ele metia fundo, enfiava tudo tirava vagamente e voltava a enterrar eu sofria feito uma cadelinha, acho que naquele momento estava sendo comido por um macho de verdade, mão calejadas, puxava minha bunda e empinava e olhava sua vara entrar e sair, enquanto eu embaixo sofria de dor tezão, sentindo aquela tora em minhas entranhas, meu pau saia porra, aquele macho metia como se nunca tivesse comido rabinho de um moleque,com a tora dentro me virou de frango assado e metia fundo sentia meu anus alargado pela tora...

Depois longo tempo eu eabo ardendo senti sua porra me inundar, eu prendia seu pau ele ficava louco, deixou seu pau amolecer dentro.... me levantei para me recompor, estava tonto e dolorido louco por um banho, meu pobre cuzinho saia sangue ele acabou arrancar minhas pregas....


Autor: Israel
E-mail - jmariadeus@bol.com.br
Skype - Não Divulgado
Conto Enviado pelo Internauta.