Estava com 10 anos ainda criança não entendia nada, hoje tenho 55 anos, tinha um primo mais velho devia ter 16 ou 17 anos nem me lembro,eu branco meio loiro sarara, ele moreno claro, meio forte...

Eu tinhaa uma bela bunda empinada e arredondada,meu primo vivia me asediando,sempre pedindo que eu pegasse seu pau e sempre u sempre saia fora, ele dizia um dia como sua bunda primo...

Tempo foi passando e sempre me assediando, qdo fiz 12 anos,eu notava volume sua calça, e já imaginava a noite ele comigo, aquelas brincadeiras sempre ficava em minha mente...

Certo dia fomos rio banhar como era de costume,nadavamos de shorts ele sempre rosando negocio duro em mim,do nada ele tirou shorts e disse vamos ficar pelado aqui não vem nimguem, ele jogou shorts na grama, e veio para meu lado, me pegou por tráz senti seu negocio me rosar, pegou minha mão levou até seu pau, senti negocio estranho no meu corpo,apertei seu pau era grande e grosso...

Punhetei um pouco e parei..ele sussurrou meu ouvido deixa eu comer seu cuzinho, me arrepiei na hora,ele viu que não respondi nada, acho entendeu estava tudo bem,me pegou pela mão e me levou para margem do rio.

me deitou grama e me beijou na boca quase me sufoca, sentia sua vara rosar em mim... va tinha visto um além do meu, timidamente eu massageava sua vara ela crescia cada vez mais, pediu para que eu mamasse, só consequia lamber, ele implorava para eu colocar na boca ela toda, pedia da seu cuzinho, mevirei fiquei deitado esperando o que viria pela frente, ele mordia minhas nadegas, beijava, passava língua no meu reguinho, meu cu piscava de vontade, deixou ele bem húmido e colocou cabeçacomeçou a forçar mas não entrava, axo que eu travava, ele pedia para eu relaxar e abria minha bunda e admirava meu buraquinho, guspiu e colocou novamente, só senti cabeça me arrombando, que dor gostosa, ele parou cabeça dentro, depois começou enfiar o pau todo, eu gemia falava tava doendo, mas nada dele parar, e dizia você minha putinha agora, vou perder meu cabaço com você e você comigo...

Enterrou toda a vara dei um grito, mas relaxei e abri mais minha bunda, ele assim mesmo meu viadinho ficou socando uns 5 minutos senti sua porra dentro mim, ele esperou um pouco e tirou pau sujo sangue..passei a mão vi tinha também fomos rio lavar, ficamos um tempo na agua beijando, ele acariciando meu bumbum...

Logo já esta pau duro de novo,voltamos mesmo lugar, ele queria meter novamente mas ardia muito, estava eu ali sem meu cabaço, dando para uma rola de 18 cms e grossa, não resisti passei bastante guspi e metemos novamenteagora mais demorado, ardia doía mas era gostoso, ele colocava e tirava a vara de meu pobre cuzinho, atolava cabeça e tirava ficava brimcando com meu pobre anel, outras vzs socava com força até as bolas, fazia eu sofrer naquela vara, abria meu cuzinho e admirava dizia estar avermelhado de levar vara...

Depois tirou pau dentro depois de varias estocadas e gozou na minha cara, senti sua porra quente no meu rosto. Tomamos banho e voltamos para casa, a noite sonhava com seus beijos, e sua vara pulsante cheia de veias me invadindo minhas entranhas acordava pau duro....sentia sua putinha aquele ano de 1972 nunca vou esquecer, meu primo abriu meus horizontes, conhedoce em ci o melhor e minha vida mudou, parei de brincar com meus primos de bola, carrinho e bricava só com vara do meu primo...

Eramos perfeito nos encaixava em tudo, bastava uma escapada la estávamos nois metendo no chiqueiro, no rio dentro curral, não tinha lugar certo, era onde dava...

Minha segunda foda com ele foi em sua cama, minha tia foi a cidade logo cedo com meu tio, ia ficar dia todo fora, ele me chamou ir sua casa, eu nem sabia o que ia acontecer só sabia meu cu piscava vontade, entramos ele fechou a porta me levou para seu quarto, me despiu, beijou minha boca,rossou sua rola em meu corpo, foi até cozinha pegou doce de leite lambuzou seu pau e pediu para eu mamar, cai de boca mamei seu pau com doce, senti vontade enfiar todo cacete em minha boca, ele forçou minha cabeça engoli todo seu pau, logo senti porra e doce em minha garganta...

Ele isso primo toma seu leite,todo seu, me virou de costas, passou creme meu cuzinho só senti meu cu recebendo aquela vara dura e gostosa, eu rebolava em sua vara, ele batia com ela em meu bumbum, depois atolava em meu cu, fudeu um tempão até não estava aquentando mais, me en.



Autor: Junior
E-mail - jmariadeus@bol.com.br
Skype - Não Divulgado
Conto Enviado pelo Internauta.