Depois daquele dia minhas aulas ficaram melhores, eu saia direto com meu professor, ele era carinhoso e metia gostoso, as vezes em seu hotel outras nos matos a beira da estrada,quando não era com ele era com coroa do mercadinho, ou um dos irmãos, eu metia umas 3 vezes por semana, ate que fiquei amigo de um menino de 18 anos cursava o colegial, era lindo o moleque sempre trocavamos ideia na saida ele tinha uma bicicleta, poucos meninos podiam ter naquela epóca, ele sempre descia a rampa da escola conversando comigo, seu nome Sergio, certo dia me convidou para ir sua casa, eu era doido para entrar naquela casa, antiga uma mansão perto do viviamos.

Eu topei nem tava pensando em algo diferente apenas queria conhecer aquela casa, entramos, ele tirou seu uniforme, e me chamou para ir casa dos fundos onde tinha churrasqueira e umas tralhas quardadas..ele logo foi me mostrar sua coleção figurinhas e gibis, nossa fiquei encantado com tudo aquilo, empregada trazendo suco, e bolachas só estavamos eu ele e a empregada, logo serviu ela foi para casarão...

Ele trancou a porta colocou umas musicas. Disse voce gostou dos gibis, eu estava alucinado ele notou eu disse que sim era bacana,perguntou se eu queria algum repetido,respondi se voce me der eu quero.Sergio era timido, virgem de tudo, eu sabia o que ele queria mas ele não falava nada, só via que ele estava pau duro dava ver volume em seu shorts, eu ja estava encomodado olhar sua mala, do nada perguntei porque estava pinto duro ele disse estava com vontade bater uma, perguntei se ja tinha feito algo com alguem ele disse não, e me soltei e disse deixa ver seu pau, ele disse tenho vergonha eu porque, ele nunca fiquei pelado perto de ninguem...

Cheguei perto dele e perguei, dei um apertão e vi tava duro como pedra,abaixei calção, saltou enorme penis na minha frente ele disse ta vendo porque tenho vergonha é muinto grande,eu disse que nada , seu pau é belo,vai fazer sucesso por toda sua vida, mostrei meu para ele de tamanho normal..pedi para ele deitar sofa, com calção abaixado, ele deitou disse para ele fechar os olhos, comecei a aliza seu pau mal cabia em minha mão.depois cai boca labi ele todo, babava, Sergio estava alucinado gemia e se contorcia, chegou a gozar em minha boca tomei todo seu leite...

Continuei mamando, seu pau não amolecia, estava esperando ele pedir para me comer, o que não demorou, eu deitei sofa passei um creme, e disse a ele vem coloca cabeça bem devagar depois voce cavalga,fui ensinando Sergio a me fuder com aquele belo pau...

Ajeitei bem na entrada, o resto ele fez por extinto de macho, eu penei naquela vara doia ardia mas estava gostoso, sentia meu pobre cuzinho arder com aquela vara adentro, pedia para ele socar com força, ele me fodia com vontade, dez minutos fudendo explodiu gozo meu cuzinho todo deflorado...

Sergio nossa que demais como é bom isso...vamu di novo eu calma ta doendo..voce colta amanha, eu disse vou ver..Foi ai comecei gostar deste moleque, nos fodiamos todos os dias a tarde depois da escola,eu fazia loucuras com ele, de quatro, frango assado, de lado...chupava com tanta vontade que recebia jatos de porra na garganta, depois no rabo... teve uma vez metemos 4 vzs numa tarde de chuva...



Autor: Israel
E-mail - jmartins1965@bol.com.br
Skype - Não Divulgado
Conto Enviado pelo Internauta.