Neste dia meu primo me arregasou, fiquei uns dias com dores, mas parece que abriu um leque em minha mente, eu pensava diferente e sempre meu primo me procurava e nos transamos, no rio, no mato, no cafezal, depois de umas fodas começou a ficar melhor, já fazia umas posições diferentes e aprendi a mamar seu cacetão e tomar leite na fonte, eu era sua femea ele meu macho.

Eu não podia ver meu primo meu cuzinho piscava d vontade agasalhar aquela vara, toda vez doia um pouco na hora de entrar. No sabado eu estava voltando do catecismo e na estrada parou um senhor de jeep me oferecendo carona, sol quente, não pensei duas vezes e entrei, sr Lauro fez varias perguntas, de onde eu vinha estas coisas, tinha uma venda na beira da estrada ele parou e comprou refrigerante, e umas balas, tomamos a grapeti refri e saimos, logo entrou papo de sexo, mas ele sabia que eu era uma criança e não entendia de sexo conversou por conversar e toda hora coçava seu pau, vi logo um volume em sua calça, ele deu uma parada na estrada e me perguntou se estava a fim de uma brincadeira, mas tinha ser sigilo, eu perguntei que tipo brincadeira, ele disse vamos lugar mais sossegado, me levou para uma estradinha, estacionou o jeep escondido e caminhamos um pouco, logo chegou um bambuzal e um rio, ele tirou pau para fora como se fosse mijar, e balançava a vara, e disse quero brincar com vc, pegar meu pau e bate uma para mim, depois te dou uma grana, ele abaixou calça e cueca saltou uma bela vara grossa mas menor que meu primo... disse vem pegar eu naun contive e massageava sua vara, ele gemia, e abaixei e coloquei na boca, lambia e sugava a bela vara ele nossa viadinho sabe mamar, ja é uma biscatinha... deixa comer seu cuzinho, e massageava minha bunda, foi descendo minha calça, me colocou de quatro, deu uma guspida e tentava meter em meu cu mas seu pau não entrava ele não consequia e ardia as beiradas, eu passei saliva ageitei bem na entrada e forcei a cabeçona pasou o coroa gemia, e empurrava mais, não demorou encheu meu cu de porra, disse que delicia de biscate quero foder com voce mais vezes..

Nos vestimos ele me deu uns trocado e me deixou peto de casa...

cont..


Autor: Igor
E-mail - Não Divulgado
Skype - Não Divulgado
Conto Enviado pelo Internauta.