Meu nome é marcos, na epoca eu tinha 12 anos, hoje tenho 50, e morava nun sitio e tinha varios vizinhos sitiantes...

Eu estudavaa tarde, sempre iamos nadar em um rio proximo ao sitio ia a molecada toda,era muinto divertido,alem dos meninos de 12,13,14 e 15 anos tinhas uns adultos juntos, e um deles era Zé luiz, que devia ter uns 19 ou 20 anos, enquanto brincavamos no rio, ele mergulhou, e veio por trás de mim e baixou meu shorts, e passou a mão em minha bunda, eu disfarcei, e continuei nadando, mas senti pela primeira vez uma sensação gostosa.

Depois de algum tempo varios menios ja tinham ido embora, ficamos em poucos uns 5 mais ou menos, eles se espalhavam pelo rio, uns escorregavam, nas pedras, outros nadavam longe, e o Zé aproveitou da ocasião, que ninguem estava por perto, mergulhou e ficou atrás d emim com sua pica dura, rosando minha bunda, na hora que percebia alguem olhando ele abaixava pra debaixo da agua, logo foram mais meninos embora, axo ficou só 2, mas estavam distraidos do outro lado do rio, Zé veio atrás de mim e baixou meu shorts, e me segurou com uma de sua mãos, com a outra ajeitou seu pau em minha bunda...

Ele forçou senti uma dor horrivel, a cabeça tentando entrar em meu burraquinho,não sei como empurrei ele e me livrei dele,arrumei meu shorts chamei os meninos para ir embora, o Zé me chamava de volta mas nem olhei para trás.... eu sabia que gostava desta coisa, mas não tinha experiencia ja tinha brincado com uns meninos menores que eu,mas td sem consequencias...

Naquela noite bati umas bronha pensando na vara do Zé, meu cu piscava de vontade, senti que era grossa e grande... Estava de boa voltando da escola,no meio da semana,eu atravessava uma mata, para chegar onde eu morava, e do nada o Zé apareceu em minha frente, gelei na hora,passava mil coisas em minha cabeça,ele me comprimentou e disse pq fui embora do rio aquele dia, eu nem respondia... do nada ele parou para mijar, e tirou aquela ferramenta,ja meio dura, e balançava,confesso que fiquei meuio tonto vendo aquilo, parecia surreal, ele vira e diz olha aqui o que vc gosta, ele é todo seu... Eu nunca podia imaginar que um pau podia ser daquele tamanho,na minha inocencia...

Ele me pegou pelo braço e me puxou para dentro da mata, que ele conhecia como ninguem... logo ele encontrou um clarão na mata e um troco de arvore caido, sentou nele e tirou seu pau para fora,e dizia hj vc vai ser minha putinha, eu tava ali na boca do leão, eu indefeso olhava para aquela vara, meu cu piscava...

Ele me puxou para pegar seu pau, eu meio sem jeito peguei, era quente e pulsava em minha mão, pelo orificio soltava uma babinha, minha mão não encontrava os dedos, por ser grosso de mais, ele me ensinou a punheta-lo, em sequida foi me despindo,pegou meu material, e minha roupa e colocou nun lugar, molhou o dedo e começou enfiar em meu cuzinho, era uma sensação unica, mas eu estava tremendo de medo...

Ele foi me virando e dando uns tapinhas em minha bunda, abriu minha bunda e ficou ali encantado, nossa que cuzinho lindo, cr de rosa, que bunda gostosa, molhou seu pau com guspe, e ficou pincelando minhas pregas, ora forçava eu saia fora, e dizia que naun queria, eu imaginava que ele iria me estourar com aquela vara, mas a sensação das rossadas era unica, ele dizia não vou meter naun só vou brincar neste cuzinho, pediu para que eu abaixasse meu corpo, eu me inclinei, e minha bunda ficou mais exposta em sua cara, ele babando nela beijando... e se masturbando, e pedindo deixa eu meter vai... só coloco a cabeça,eu dizia naun... meu pau ja estava estourando de duro mas nunca saia porra....

Ele me pediu para eu deitar sobre as folhas, forou com sua camisa, eu deitei para ele vir em cima de mim, senti uma saliva em minhas pregas.. logo ele rosando seu pau, e froçando a entrada, ja estava doendo, acho que esfolou um pouco, ficou rosando logo senti um caldo quente, escorrer pela minha bunda, perguntei o eu era ele disse é porra,voce não goza ainda, eu respondi que não... ele disse logo logo voce vai gozar, eu me vesti rapido pois não podia me atrasar, se pasase em meu pai vinha me encontrar de cavalo.. O Zé me disse não comenta com ninguem senão estamos fritos,eu disse pode deixar... Ele amanha no mesmo horario, eu confirmei... com a cabeça.. chequei em casa ja fui logo para o banho, me livrar daquela gosma no meio das pernas.

Quando deitei mal consequia dormir pensando em tudo que tinha acontecido, pequei um creme passei em meu cu e dei umas dedadas,e bati umas bronhas, pensando nele... no dia sequinte o Zé estava la me esperando no mesmo lugar, logo pegou meu braço e me conduziu a mata, perguntado se tinha estudado muinto, e que estava louco para fazer de mim sua putinha...

Começou acariciar meus cabelos, tentou me beijar mas eu afastei, logo ele colocou a ferramenta para fora e disse olha seu brinquedo,nem precisou ele mandar eu agasalhei minha mão, parece que punhetar aquela vara era melhor que tudo, fiquei alisando ela e conhecendo melhor,ele pediu para que eu chupasse como um sorvete mas recusei,só dei uns beijos na cabeça, ele ficou doido, dizia é uma biscatinha memo...

Ele deitou no chão e pediu para que eu sentasse no pau dele, disse seria melhor lambuzou bem seu pau, eu fui me ajeitar em cima daquela vara, mas na hora estava na porta e ele tentou descer meu corpo eu não aquentei, e sai, ele implorava vem amor senta, vou devagar... eu arredio não queria mais, ele propos fazer como dia anterior, eu deitei no chão ele pediu para empinar bunda,guspiu no meu cu e em seu pau,e começou a pincelar, sentia uma sensação impar, logo ele gozou bem na entrada do meu cu, aproveitou porra, e forçou a cabeça,eu via estrelas,uma dor horivel,eu implorava para ele parar, e tirar mas ele estava me furando, e dizia só a cabeça para vc acostumas, depois de um tempo, a do cessou,ele começou a movimentar mas só um pedaço,a cabeça e uns 5 centimentros, ja estav gostoso mas doia, qdo ele tentava froçar mais, não demorou encheu meu cu de porra e senti meu pinto pingar umas gotinhas transparente, ele disse amnha continuamos minha gazela, quero arrombar este cuzinho....


Autor: Marcos
E-mail - marcossouza116@gmail.com
Skype - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.