Eu devia ter uns 16 ou 17 anos, hoje tenho 40, frequentava clube da prefeitura na zl sp, certo dia estava muito calor eu perdi horta de ir embora qdo vi ja era tarde e fiquei imaginando os trens tds lotados, eu usaa estes shorts de jogador futebol, pois estação era perto e na descida tbm, entrei no trem super lotado, logo entrei patra meio pois cada estação empuravam mais e vc ia sozinho logo senti cara esfregando uma coisa dura em minha bunda, aquilo me deu uma tezão dos diabos...

Teve uma hora ele pegou minha mão e levou até seu pau, ele ja babava esfregando no meu rabinho, dei umas apertaas mas contive, qdotrem começou a balançar este cara uma multato de uns 25 anos abaixou meu shotrts de nylon eu não reagi, ele mitrou meu cuzinho só senti cabeça entrado, uma dor horrivel mas não dizia nada, uns 3 minutos ele me inundou de porra senti gosma descer rego abaixo ele guadou vara e não disse mais nada, acho que ninguem percebeu nada devido trem estar lotado de mais...

Quando desço na minha estação ele desce e vem atrás de mim anda d meu lado e petrtgunta voce gostou, balance cabeça que sim, e disse vc é maluco...

Ele estou doido comer voce novamente, e enterrar tudo neste seu cuzinho quente, vc conhece algum lugar a minha estação ja ficou para tráz, eu louco tezão disse eu conheço, eu sabia onde tinha uma fabrica de cal abandonada, onde eu fazia troca troca com molecada, atravessamos a linha trem e trumamos para fabrica, procurei lugar melhor onde tinha uns papelão, disse aqui ta bom, ele ta otimo e tirou pau dentro da calça, eu cai boca mamei feito doido, ele dizia não to aquentando dx colocar em voce, eu passei guspe me posicionei de quattro e disse vem me enraba agora quero sentir esta vara dentro mim, ajeitei a cabeça na entrada pedi para ele meter ele tfoi fotrçando aquele pauzao meu cu reebendo aquela vara, ardia, doia mas eu queria ele todo dentro ele metia como ninguem, colocava na entrada e metia de uma vez eu chegava a gritar, ele vc não que vara viadinho eu sim mas devagar vc ta me rasgando, ele nem ligava empinava minha bunda e socava com gosto, não demotrou encheu meu rabinho de gala...

Tirou do meu cu ainda mamei ele, foi embora para sua estação e marcamos sempre naquele hotratrio dentro do trem...



Autor: Marcos
E-mail - Não Divulgado
Skype - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.