Oi eu sou o ronan, meu nome era pra ser renan mas me registraram errado, tenho 35 anos, sou moreno, 187 altura, 90 kg, peludo mas não muito.

Vamos começar a história, o que vou contar antes de tudo aconteceu de verdade, sou um vendedor de uma empresa que fábrica produtos de plástico, eu estava voltando do meu serviço por volta de umas seis e meia da tarde, estava com uma pickup compacta, (saveiro) lotada de produtos pra venda, que estava levando pra um cliente, quando em certo momento eu sinto um solavanco e escuto um ruido estranho como barulho de ferro sendo arrastado, e não demora muito eu me obrigo a parar...

Sai da pickup e fui ver o que aconteceu, vi que uma barra de ferro do eixo traseiro estava solta, peguei o celular e procurei no mapa uma oficina mecanica mais próxima, e pra minha sorte, tinha uma a uns 300 metros a frente, fui devagar com a pickup até lá, e ao chegar faltava quinze minutos pras oito da noite, a oficina era pequena, mas era 24 horas, estaciono a pickup e vou me direcionando pra dentro quando vejo um rapaz de uns 18 ou 20 anos, deitado em um sofá velho, estava dormindo, ele usava um daqueles shorts curtos de nilon, de cor verde e uma regata encardida, eu o chamo e ele desperta assustado, me pede desculpa por estar dormindo e me pergunta o que houve, ele estava com cheiro de alcool, e expliquei a situação...

Ele disse pra trazer a pickup pra dentro da oficina, e fiz o que ele mandou, o vi pegar um colchonete velho e deitou em baixo da pickup, eu fiquei de frente pra ele, quando vi que ele não usava nada por baixo do shorts, pois seu pau estava aparecendo, fiquei excitado vendo aquilo, me deu um tremendo tesão, mas tive que me conter, então ele saiu debaixo da pickup, e disse que era só uma barra solta, que não demoraria a ficar pronta...

Eu estava ficando impaciente pois tinha que entregar as encomendas, e peguei o celular e sai, fui la fora ligar pro cliente e expliquei o que houve, e voltei pra oficina, quando retornei vi que ele estava batendo uma no banheiro, fiquei de longe olhando, e entrei lá, peguei no seu pau e comecei a punheta-lo também, chupei gostoso aquele pausão, ele me beijava adoidado e me agarrava, e eu nem sabia sua idade e nem seu nome, saimos do banheiro e ele fechou a porta da oficina, e fomos pro sofá, ele me pos de 4 e me fodeu sem camisinha (ATENÇÃO: Isso não é recomendado), enfiou o pau de uma vez só, eu gemi feito puta e ele socava com vontade, ele metia sem dó, me rasgando, até que uns 10 minutos depois ele gozou no meu rabo, enchendo de porra, que escorria pela perna, depois ele enfiou de novo, com porra e tudo, e continuou socando, até que eu não aguentei mais e pedi pra ele parar pois doia muito, ele nem me ouviu e continuava a socar, até que ele parou e me largou, ele colocou o shorts e a camisa regata e foi terminar de arrumar a pickup, e eu fiquei largado lá no sofá com a bunda pra cima, e doendo, fui me recompondo aos poucos e me arrastando ao banheiro, meu cú doia e saia porra, eu me limpei, lavei o rosto e o cú, me vesti e fui falar com ele...

Ele me disse que se chamava arthur e que tinha 19 anos, e que ele e seu pai eram os donos da oficina, que o mesmo não estava ali pois tinha ido fazer um socorro, eu falei q havia gostado do que ele fez comigo, ele disse que fazia 5 semanas que tava na seca, que não comia ninguem, eu pedi se ele fazia isso só com homens ou com mulheres também, ele me disse que fazia com o que aparecesse, o que ele gostava era de fuder gostoso, não importava o que era, e eu sorri, ele me beijou na boca e disse que tava pronto o meu carro, eu pedi quanto custou seu serviço, ele disse que era de graça, porque depois do que ele fez comigo, ele não me cobraria esse serviço...

Eu lhe dei uma certa quantia de dinheiro por cortesia e ele hesitou mas aceitou, e nos beijamos mais uma vez, dessa vez mais longo, me falou que queria me comer mais vezes, que eu aguentei sua pica e que iria ser só dele, eu tava querendo mesmo, prometi que assim que tivesse uma oportunidade eu voltaria lá pra dar pra ele, e entrei na pickup, e antes de ir lhe dei meu telefone e endereço e peguei os seus também...

Liguei a pickup e sai em direção a minha casa, já eram nove e meia da noite, entregaria a encomenda assim que amanhecesse, cheguei em casa e fui tomar banho, e passei a mão pela minha bunda e senti o meu buraquinho maior, sai do banho e fui me secar me vesti, deitei na cama pensando no que aconteceu, o cara havia me arrebentado pra valer e eu tava feliz por isso, nunca alguem havia me comido desse jeito, e o cara era bonito e gostoso, e adormeci, sonhei com ele e lá pelas tantas bati uma pensando nele, o cara havia virado a minha cabeça pois eu estava fissurado na sua pica, acabei gozando rapido demais, e estava doido esperando chegar o dia de poder ver meu mecanico de novo, e não é que aconteceu mais rápido do que imaginei, no outro dia assim que amanheceu eu fui entregar a encomenda do cliente e quando estava retornando pra fabrica a pickup estraga de novo, só que dessa vez foi no motor, e parei na mesma oficina, e assim que adentrei, lá estava ele com a mesma roupa, quando me viu sorriu e veio me receber, e nem bem expliquei tudo de novo lá fomos pro banheiro dessa vez e fodemos de novo, eu estranhei que seu pai nunca estava, até que descobri que o pai dele não trabalhava lá, mas não disse nada, pois era melhor ainda, teria ele só pra mim e ninguem nos encomodaria, a oficina era dele mesmo, então retornamos a nos beijar só que agora com muito mais prazer...

Ele estava fissurado em mim, porque me pediu varias vezes no mesmo dia pra ir lá morar com ele, seus pais estavam mortos e ele era sozinho no mundo, eu pedi se ele não tinha irmãos, ele disse que era filho único, eu resolvi pensar a respeito do assunto mas disse que ligaria pra ele, e retornei a empresa e depois de uns dias pedi demissão e fui morar com ele.

Moramos juntos até hoje, eu trabalho na oficina do meu homem, ele me fode toda a noite.

Eu acho que deveriam usar as histórias dos contos pra fazer filmes pornos, pois tem cada histórias legais, alguém concorda comigo.



Autor: Ronan
E-mail - Não Divulgado
Skype - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.