Tenho 33 anos, casado, 188m 80kg, olhos e cabelos castanhos, sou bi, adoro muito comer um cuzinho e mulheres, mas quando o macho é tesudo e me ganha gosto de ser sua putinha, faço tudo que ele desejar, me deixando sempre com muito prazer.

Já publiquei vários contos em vários sites, e como falei viajo muito e algumas vezes tenho chance de fazer tudo que gosto.

Estava no Nordeste, no hotel conheci um casal, eles eram de Santa Catarina, passamos a com versar sobre diversas coisas.

Ela com um fio dental que deixava qualquer um ver sua bundinha deliciosa assim como sua buceta bem depiladinha e gostosa, ele com uma sunga que deixava imaginar que tinha um belo caralho.

Ela como 168m bem distribuídos, como a maioria dos pessoal do sul loira. Ele 190m, 90kg, já começando a ficar barrigudo. Mas ambos bons papos e bastante cordiais.

Já estávamos com fome e resolvemos entrar num restaurante a beira mar, eu bebendo vinho e eles um chope, nossa conversa fluía e as risadas também.

Ela parecia a mais divertida e contava piadas pesadas sem nenhum constrangimentos mas sem ser vulgar. Conta como naturalidade o que ela dizia, inclusive falando em pinto e buceta.

Algumas vezes segurava na minha perna e na perna do marido ao contar as piadas e nas risadas.

Acho que o seu marido percebeu que eu estava constrangido com a mão dela na minha coxa quase toda hora mas ele logo disse que era para eu não ligar porque era mania dela.

Fiquei mais tranquilo. Afinal se o marido que é o marido não estava se importando eu é que estava gostando.

Quando terminamos, ele disse que ia ao banheiro e me deixou na mesa com sua esposa. Ela começou nova sessão de piadas e a mão sempre caia sobre a minha coxa. Não tive como evitar uma discreta ereção.

Aquele jogo dela era muito excitante. Ele já tinha retornado e numa hora a mão dela chegou a esbarrar no meu pau que estava duro debaixo da bermuda mas contido dentro sunga.

Ela percebeu pelo contato a minha situação e me jogou um olhar daquele penetrantes mas sem parar de falar e rir.

Voltamos no mesmo táxi no final da tarde e fomos para os nossos quartos. Mais ou menos as 20 horas nós nos falamos pelo interfone e fomos para piscina onde tem um bar. Nem jantamos.

Ficamos ali até quase 23 horas bebendo, comendo e de vez em quando refrescando na piscina. Eu continuava apreciando seu belo corpo, bem cuidado e bem gososo.

Pagamos a conta ele novamente foi ao banheiro me deixando sozinho com sua gostosa mulher. . Ele nem bem havia se afastado e ela foi direto no ponto e encheu a mão.

Nossa que maravilha tem aqui, disse ela na hora com um largo sorriso. Aquilo que deixou sem jeito e eu falei pra ela na mesma hora. Olha o seu marido. Ele não se importa nosso casamento não tem essas regras tradicionais.

Disse também que algumas vezes ele ficava assistindo. Em outras vezes participava. Falei que já tinha saído com alguns casais algumas vezes com minha esposa outras sozinho, ela falou que era muito gostoso e que valia a pena estarmos sempre prontos para uma nova aventura.

Completou dizendo que a primeira vez (com um casal desconhecido) é sempre mais gostoso.

Subimos imediatamente para a suíte deles quando seu marido voltou. Foi ele quem fez o convite dizendo que a gente deveria fechar a noite com uma garrafa de vinho.

Já abrindo a segunda garrafa, ela resolveu tirar o maiô e vestir algo mais confortável segundo ela. entrou no quarto da suíte e notei que a porta tinha ficado um pouco aberta.

Seu marido me falou para tirar a bermuda e a sunga que estavam molhadas e foi buscar uma bermudona para mim.

Peguei e estava indo para o banheiro social da suíte quando ele me mandou ir para o quarto dizendo que lugar de trocar roupa é no quarto e não no banheiro. É claro que eu fui.

Mal entrei e dei de cara com sua esposa completamente pelada deitada na cama. Ela riu e me chamou com um dos dedos. Eu ainda cheguei a olhar para a sala mas ela disse sorrindo ? pode vir.

Quando me joguei na cama em cima dela já estava completamente pelado. Eu estava doido de tesão e começamos uma trepada cheia de chupachões.

Foi então que percebi que o seu marido também estava pelado sentado numa poltrona do quarto e com seu caralho duro. . Ela então pediu para ele ? Vem amor. Hoje eu quero você também.

Foi uma loucura total. Enquanto um chupava a buceta dela ela chupava o pau do outro. A gente foi revezando até que ela me pediu para meter.

Deitada de pernas arqueadas e abertas montei aquela mulher e cravei até o fim meu pau naquela buceta quente e molhada.

Seu marido de repente veio e passou a acariciar as minhas bolas enquanto eu entrava e saia devagar na mulher dele.

Tá vendo entrar e sair amor ? perguntou ela gemendo ao marido. Não. Vou ver ? e me pediu para eu abrir as minhas pernas para ele pode assistir. Tá gostando amor ? perguntou ela.

Ele respondeu que sim que estava lindo. Percebi então que algo quente e molhado estava passando no meu saco. Era ele lambendo.

Eu que já estava delirando de tanto prazer acho que fui na lua de repente. Não vá gozar agora ? pediu ela percebendo que eu estava ao ponto de explodir de vez. Tira um pouco ? disse ela ? ou você não vai dar conta de segurar.

Eu tirei mas as linguadas do marido no meu saco continuou do mesmo jeito. Deitado em cima da Rose, sentindo os peitos dela e a língua molhada e quente do seu marido eu disse que não ia conseguir segurar.

Então chupa o pau dele amor. Faz ele gozar gostoso ? disse ela. Foi quando senti a boca dele engolindo a cabeça do meu pau e fazendo aquela pressão maravilhosa.

Gozei na hora. Ela percebeu e disse ? Isso goza bem gostoso na boca dele. E que gozada gostosa mesmo que eu dei.

Eu ia sair de cima dela mas ela disse pra ficar. Deixa que ele limpa ? disse ela. Ele terminou o trabalho de enxugar e disse ? Pronto amor. O pau dele tá durinho e pronto pra você.

Ele pegou meu pau e colocou novamente no rumo da buceta dela. Enterra tudo ? me pediu ela. É claro que eu atendi na hora.

Ela estava novamente cheia de fogo e pediu ? Chupa o saco dele amor. Ele gostou da sua boca. A língua dele voltou a percorrer meu saco até a base do pau. Para cima e para baixo, lentamente.

Em determinado momento, acho que foi o nariz dele que encostou no meu cu. Foi tão gostoso que gemi alto. Toda a região do meu pau e saco estava sensível ao prazer e senti gostoso aquele toque sutil no meu cu.

É claro que ele percebeu e aí não foi mais o nariz mas a língua que me acertou o meu cu. Confesso que cheguei a parar de bombar na sua esposa, porque um prazer alucinante (só quem já foi chupado no cu sabe como é gostoso).

Ela perguntou tá lambendo o cuzinho dele amor. Ele está delirando ? disse a Rose. Estou amor. Cuzinho lindo, apertadinho ? respondeu ele. Eu estava completamente dominado pelo prazer diferente que aqueles dois estavam me dando.

Meu cu estava molhado pela saliva dele e ele me contou depois que quando passou a me cutucar também com o dedo, usou um lubrificante. Enfia um dedo nele amor. Eu quero ver a carinha dele ? pediu ela.

Nem pensei em mais nada. Apenas me abri ao que estava sentindo. E foi muito louco sentir aquela língua e depois seu dedo no meu cu.

O dedo dele deslizou até o fim e eu adorei. Nossa amor. Você ouviu que gemido gostoso que ele deu ? perguntou a ela . O dedo dele continuou explorando meu cu e eu percebi que o peito dele estava em cima das minhas costas.

Eu continuava com o pau enfiado na buceta da Rose mas não me mexia mais. Ele tirou o dedo do meu cu e imediatamente senti um dedão muito maior e quente me cutucar. Eu sabia que era o pau dele , estava muito gostoso. Um prazer incrível e diferente.

Ele começou a lamber e dar mordidinhas na minha nuca e passar a cabeça do pau na porta do meu cu me deixando ainda mais louco de prazer. E percebi que tinha chegado a hora. Ela me abraçou e me chamou de tesão.

Seu marido se levantou e as duas mãos separaram a minha bunda. Aí ele manteve uma banda aberta e com a outra mão colocou o pau na direção do meu cu.

Abre bem a bundinha pra ele abre ? me pediu ela . Levei as duas mãos pra minha bunda e expus o meu cu. Ele então segurou o pau e não deixou resvalar.. Ai dói ? disse eu gemendo.

Sei por experiência que todo macho adora que você comece a gemer. Ela me dava beijos e pediu para o marido ? enfia devagarzinho no cuzinho dele amor. Tá doendo tadinho.

Ele gemia de prazer também e disse ? O cuzinho dele é muito apertado amor. Tá estrangulando meu pau. Continuava doendo e eu sentia cada centímetro que aquele pau entrava no meu cu.

Isso, mantém o cu aberto que está quase tudo já ? disse o Mário. Dizem que o cu tem a prega mestra e quando ela rebentou o pau dele deslizou de vez até o talo. Tá inteirinho no seu cu tesão ? disse ele começando a enfiar e puxar gostoso.

Ela me pediu para voltar a meter nela e foi o que eu fiz. Quando eu puxava o pau do fundo da buceta dela sentia o pau do marido cravar fundo no meu cu.

Quando eu enterrava tudo na buceta dela o pau dele ficava só a ponta dentro de mim. Eu comecei a perder completamente o controle e passei a bombar com força para sentir os dois prazeres ao mesmo tempo no cu e no pau (só quem já experimentou sabe como é demais).

Foram uns 10 minutos de bombadas e ninguém mais estava se segurando. Ele foi o primeiro a urrar de prazer enchendo minha bunda de porra quente.

Quase na mesma hora eu gozei também e enchi a buceta da sua esposa Estava terminando aquelas bombadinhas de gozo quando ela também gemeu forte e tremeu as penas num gozo farto.

Terminamos com tanto prazer que ficamos parados vários minutos com ele enterrado no meu cu e eu enterrado na buceta da esposa. Ninguém falava nada. Só se ouvia a respiração cada vez menos ofegante de nós três.

Dormi aquela noite com ele deitado de um lado a esposa do outro e eu no meio dos dois. Ele ainda me comeu uma segunda vez aquela noite enquanto sua esposa me chupava.

Foram quatro dias que eu nunca mais vou esquecer. Nem sei quantas vezes ele me comeu enquanto eu comia ou era chupado pela esposa.

Meu pau sente saudades daquela mulher fogosa e meu cu chega a piscar quando se lembra do pau dele. Nunca trepei tanto em quatro dias.

Como trocamos nossos telefones quando for ao Sul quer que ele me coma novamente enquanto estiver comendo sua deliciosa mulher, é demais, você ter um caralho no cu e estar comendo uma buceta como a dela.



Autor: Menino do Rio
E-mail - fantasia-rj@bol.com.br
Skype - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.