Sou bi, tanto adoro uma bucetinha e um cuzinho lisinho como um belo ckte, tinha uns 1 ano e meio que meu primeiro macho...

O cardiologista me comia e algumas as vezes com dois amigos, um gostava de me comer, mais o outro adorava minhas chupadas, ficava louco e enchia minha boca de leitinho, me fazendo beber tudo e falando que nunca tinha sido tão bem chupado como eu fazia. Estava em sampa a trabalho e como toda firma estava na época de fazermos exames. como tinha que fazê-lo me dirigi até o consultório dele, onde fui bem atendido, quando da primeira vez ele me solicitou o famoso boquete, me enchendo a boca de leitinho, inclusive me perguntou se ia estar em sampa no final de e semana, pois ia para guarujá, onde tinha um iate para passar o fio de semana com ele, inclusive talvez seu sobrinho ia com a gente.

Chegou o dia em que fui levar os exames para ele verificar,., na sala de espera tinham dois negões, o pai com 60 anos e o filho 24 anos, ambos lindos, e grandes, quando me dirigi a recepcionista, estava com uma calça de moleton, e por baixo um fio dental cor de rosa, o médico sempre me pedia para colocar um., como aquele dia fui mais cedo, notei que ao me virar, ambos pegavam seus kctes e ficavam passando a mão, não sei se a recepcionista notou.

Eles estavam bem trajado, com ternos maravilhosos que deixavam ver sentir seus corpos e principalmente seus cktes. quando saíram notei que passavam a mão nos cktes e me olhavam com olhos de vontade de me comer. o médico me falou sobre eles, que estavam muito bem de saúde e que se cuidavam bastante, principalmente o pai..

Após verificar os exames, sai, pois ele estava com a agenda cheia. ao chegar na rua encontrei o pai, que me olhou e perguntou se eu tinha condução, o filho tinha ido pegar o carro. falou que estavam num HOTEL na paulista, se eu não queria ir até lá para bebermos algo.

Como nunca tinha transado com um negro, sempre ouvia que eles tinham cktes grandes e grossos, ao mesmo tempo que ficava com receio queria verificar em loco se era verdade.

No carro ele conversou muito e contava suas aventuras, inclusive junto com o filho. subimos para a cobertura, onde eles estavam hospedados.

Na suíte, ele falou que ia tirar aquela roupa para eu ficar a vontade, que o filho não ia demorar. quando retornou vinha com um pijama de seda, sem nada por baixo, que deixava ver seu kcte duro.

Ele sentou ao meu lado e me tascou um beijo, sua língua entrava em minha boca como se quizesse fude-la. me levantou e nos beijamos deliciosamente, sentia seu kcte duro no meu corpo.

Estava doido para ver o tamanho e poder chupá-lo gostosamente. comecei a dar umas mordidas de leve, enquanto ao mesmo tempo passava a mão nele.

Até que não aguentando mais, tirei a calça de pijama e vi seu kcte duro e delicioso uma cabeça que parecia um cogumelo lisinho parecendo uma barra de chocolate 18x4, falei que ckte lindo, será que vou aguentar? tamanho quase do gaucho que tinha me comido em Palegre na sauna, enquanto isso ele passava a mão na minha bunda, tirando minha camisa e foi baixando minha calça, quando viu meu fio dental rosa, falou que delicinha, bundinha dura e gostosa e com esse fio dental uma loucura,.

Ele não falava mais nada, só gemia fechava os olhos e curtia o tesão que estava sentindo. lambia e dava beijos passando a língua em volta daquele monumento, e ao mesmo tempo ficava com a mão punetando, sentindo aquele cheiro gostoso de macho sentido aquele são.

Começei a lamber, dava uns beijos, passava a língua em volta daquela cabeçona enquanto a mão fazia aquele movimento gostoso de vai e vém. sentindo aquele cheiro de macho, gostoso, já meio lambuzado por aquele começo de tesão que saía do pau dele, enfiei na boca com tudo.

Era difícil de engolir, muito grosso. mas com a vontade que eu tava, enfiei sem medo, até arrebentar meus lábios. chupava com vontade, passava a língua em todos os cantos.

Ele era todo depilado e resolvi explorar outras áreas. fui deslizando pelo pau até chegar nas bolas e alí fiquei um bom tempo. a cada minutinho, avançava em direção ao seu cuzinho.

Lambia cada vez mais perto até que finalmente toquei-o pela primeira vez. ele se abriu todo, subitamente levantou-se e apoiando um dos pés sobre uma mesa de centro, abriu as pernas para mim.

Começei a lamber suas bolas e já todo lambuzado começei a lamber seu cuzinho. lambi com força, enfiando a língua com vontade. só ouvia os gemidos...

Voltei para o pauzão e chupava mais e mais...escorria a baba pelo meu queixo. o único que som que se ouvia era aquele de saliva, de uma boca chupando um pau.

A música tinha ficado distante, bem longe, num fundo quase imperceptível.

Chupava cada vez mais intensamente, mais rápido, com mais tesão. tirava da boca, batia com ele no meu rosto, colocava na boca novamente.

Tirava da boca novamente, punha a língua prá fora e o masturbava, pedindo para gozar na minha boca....e o engolia novamente.

Fazia força para tentar engolir o máximo que suportava, engasgava, babava, sentia a cabeçona entrar quase até a garganta, tirava da boca novamente e com os olhos molhados de tanto engasgar, pedia prá ele gozar.

Ele então tirou o seu pau de minhas mãos, me agarrou pelo cabelo e começou a fuder minha boca segurando minha cabeça para eu não escapar.

De repente ele solta um gemido mais forte e senti a primeira golfada direta para meu estomago.

Continuei sentido ele gozar, passava a língua na cabeçona dele não desperdiçando uma gota sequer, enfiava o ckte na boca com força, lábia a cabeça passei para meus lábios, seu ckte ainda continuava duro e gostoso.

Limpei todinho deixando ele pronto pára o que ia acontecer. pediu licença e foi no banheiro, voltando logo em seguida com seu filho. que veio se apresentando como carlos, acenei com a cabeça, sem dizer nada.

Seu pai veio e falou, vamos para o quarto a cama é grande e cabe todos nós nela. nos deitamos ele veio e me beijou, me deixando louco de tesão e arrepiado, sentindo sua língua deslizar na minha boda.

Ele beijava com prazer ficamos ali no amasso, mas notava que seu kcte estava durão, quando levantei os olhos seu filho estava de. pé na nossa frente, peladinho, perguntei o que era aquilo?

Ele respondeu meu pai disse que você chupa melhor do que muitas mulheres e uma das melhores de sua vida, o que não é fácil, pois já foi chupado por muitas mulheres, inclusive modelos e muitas da tv.

Quero experimentar", disse o carlos. não perdi tempo : ajoelhei-me diante dele e começei a chupar aquele pau.

Enquanto chupava o pau do robson, lucas tirou meu fio dental me deixando completamente nú. de 4, chupando outro pau, seu pai veio por trás e começou a lamber o meu cuzinho.

Ele enfiava a língua com força, acabei gozando, eles falaram que viado gostoso, gozou so com as chupadas depois vai gozar com nossos caralhos no seu cu.

Ele começou a enfiar um dois dedos no meu cuzinho, parecia um caralho pequeno me deisva o louquinho e doido para sentir o cakte no meu cu, enquanto isso chupava gostoso e logo eu já estava todo molhado.

Então disse : "que bunda gostosa...quero enfiar o meu pau nela e vai ser agora". me pegou pela cintura e embicou aquele pau gigante no meu rabo. nessa hora senti um calafrio gostoso na espinha.

Ele começou a enfiar a cabeçona que ia entrando bem devagar, algumas vezes ele parava, e dizia que cuzinho gostoso parece virgem, ela ia entrando cada vez mais e eu chupava o pau do carlos com mais vontade ainda.

A cabeça já tinha entrado e a dor era pouca o prazer enorme, mesmo assim, falei para para ele parar um pouco, tirou o cabeça e limpando o mesmo com um toalha, veio se juntar a seu filho chupava dois cktes num êxtase tremendo, tentava enfiar os dois na minha boca o que era difícil, já que ambos tinham o mesmo tamanho. carlos perguntou se ele poderia tentar comer meu cuzinho.

A frase dele eu lembro perfeitamente : "posso tentar enfiar meu pau nessa bunda gostosa?". nem me dei ao trabalho de responder e ele já foi alí atrás. cmeçou a lamber meu cuzinho e o fez com muita vontade, me fazendo gozar novamente, depois colocou a cabeça, afastando minhas duas popas, o pau dele não era tão grosso como o do pai 18x3 a entrada foi mais fácil.

Ele enfiou a cabeça e como eu já estava mais aberto pela tentativa do pai, foi enfiando bem devagar e gostoso, enfiava o pau do pai na boca com toda força, enquanto carlos enfiava o seu pau no meu cuzinho.

Sentia seu saco batendo na minha bunda, que delicia e procurava rebolar como uma putinha, sendo comida por 2 machos deliciosos (meus primeiros negros). seu pai disse não aguentar mais e precisava gozar.

Atendi sua solicitação, senti a primeira golfada do seu néctar, e me lembrei do chocolate, com recheio branco, seu néctar parecia um leite e delicioso, limpei seu kcte, quando senti o kcte de carlos mais duro e maior e começando a encher meu cuzinho, estava satisfeita,mas mais ainda queria sentir o ckte do pai no meu cuzinho.

Fui me refazer e aproveitei e tomei um banho, tendo colocado novamente o fio dental rosa, eles elogiaram minha atuação e mais ainda meu fio dental e disseram que foram poucas a mulheres que deram tanto prazer a ambos.

Falaram que era muito bom comer um casado, pois sabiam como dar prazer aos machos, e andando na rua ninguém diria que gostam da fruta.

O telefone tocou e chamaram o carlos na recepção, seu pai ainda tinha o kcte semi flácido, parecia querer me comer. perguntei se ele não ia querer,disse que sim, cai de boca novamente no seu ckte, sentindo ele ficar durão a cada chupada, ele me falou vem, tirou meu fio dental,e foi devagar enfiando o kcte no meu cuzinho guloso que estava doido para agasalhar aquele belo kcte.

Quando senti que tinha entrado tudo e seu saco batia na minha bunda comecei a rebolar, dando enorme prazer aquele negão de 60 anos que parecia um animal, me falava vai putinha, rebola no ckte do negão dá prazer para esse negão que foram poucos cuzinhos comi.

Eu rebola e gemia ele ficava quando estava para gozar, eu de 4 ele me puxou e enterrou tudo, senti o leitinho sendo derramado bem fundo, ficou assim algum tempo, não parava de gozar, que loucura.

Fui me lavar, fazendo uma lavagem no cuzinho, retornando com o fio dental,ele me abraçou e me beijou, que beijo delicioso, falou que o morava no sul deixando seu endreço para quando eu fosse lá.

Fiquei aquela noite sendo comido por ambos, foi demais.

Espero que tenham gostado.


Autor: Menino do Rio
E-mail - Não Divulgado
Skype - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.