Olá, meu nome é Leo (fictício), tenho 30 anos hoje e meu marido é Gil(fictício) hoje com 31 anos, somo casados há três anos.

Nos conhecemos pela internet a três anos a trás através de um site de relacionamento, confesso que nunca levei muita fé neste tipo de site, acreditava não dar certo os relacionamentos que iniciam por esses sites pelo motivo de a maioria só estarem em busca de sexo.

Pois bem estava enganado, conheci o Gil por este site e ficamos um mês praticamente somente com conversas online, no dia 19 de novembro de 2011 (sábado) marcamos um encontro e fui até o seu local de trabalho para apanhá-lo e irmos a pizzaria que marcamos o jantar.

Quando estacionei o carro na frente da empresa a qual ele trabalhava fiquei pasmo. Era um homem muito bonito branco cabelos loiros olhos verdes corpo definido (parece ficção, mas é verdade).

Eu sou moreno claro olhos e cabelos pretos.

Após sairmos da pizzaria entramos no carro e pairou um silêncio que por segundos acreditei que não daria em nada, até que ele me falou e ai não vai rolar nada?

Então , tomei atitude e o beijei, o qual fui prontamente correspondido.

Naquela noite fomos para uma balada GLS aqui na cidade e depois o deixei em casa (sem rolar sexo).

Então o perguntei se poderíamos nos ver novamente? – Ele prontamente respondeu que sim.

Então ficamos nos ligando todos os dias, até que na quarta-feira da semana seguinte marcamos um almoço e neste almoço marcamos de passarmos juntos o final de semana seguinte. E assim o fizemos, foi maravilhoso.

Desde este dia já ficamos morando juntos, eu sendo sempre ativo na relação e ele sempre passivo, porem sempre fomos muito liberal um com o outro, eu adoro chupar o pau dele e tomar toda a porra e ele vice-versa.

Adoro socar no cusinho dele na posição frango assado e chupar o pau dele ate gozamos juntos.

Durante estes três anos já transamos em diversos lugares, porem sempre ele passivo e eu ativo.

No entanto este sábado a noite 13/12/14 começamos a nos arretar e trocar caricias. Meu pau baba muito, então passava a babinha do meu pau nos mamilos dele e depois chupava os seu mamilos.

O beijava loucamente, pois eu o amo muito e sei que sou plenamente correspondido.

Então foi que pedi a ele que me comesse, ele parou, me olhou e perguntou você tem certeza disso? – Respondi que sim que estava com muito tesão e queria experimentar dar pra ele.

Vale lembra que o pau dele é enorme 18 cm x 5cm de grossura e levemente curvado, enquanto o meu é menor tem 17x4 cm. Pois eu sou, ou melhor, era virgem, nunca havia dado o cusinho.

Ele deitou na cama e ficou com o pau duro, bem duro, e eu o chupei como sempre e depois lubrifiquei o pau dele com gel e lubrifiquei meu cusinho também.

Em seguida comecei a sentar naquele mastro lindo e entrou a cabeça, mas então doeu um pouco, porque como falei era virgem, levantei e me posicionei melhor e comecei a sentar então foi que passou a cabeça e tudo o resto entrou e foi la no fundo tudo de uma vez só, foi incrível.

Comecei um cavalgar alucinante na vara do meu marido e ele segurava em meu pau, como se tocasse um punheta para mim.

De repente anunciei que não conseguiria segurar e iria gozar no barriga dele, até soltei três jatos de porra que passaram por cima da cabeça dele, com aquela porra farta ele também anunciou que iria gozar e encheu meu cusinho com sua gala gostosa.

Ele ficou preocupado se não havia me machucado, pois seu pau é enorme e eu era virgem, mas não teve problema algum. Doeu só até passar a cabeça e depois foi só tesão.

Nos abraçamos e nos beijamos muito. Isso sacramentou ainda mais nossa cumplicidade e nosso amor.

Agora falei com ele e sempre que tivermos vontade faremos um troca-troca gostoso.

Estou super ansioso para a próxima.

Isso prova que para quem ama não existe limites e nem tabus.


Autor: Elielton
E-mail - Não Divulgado
Skype - elielton.antunes@bol.com.br
Conto enviado pelo internauta.