Estava eu como de costume no bate-papo UOL procurando um macho para estragar o meu cuzinho.

depois de mto tempo tentando, e com um Nick bem chamativo eu encontrei um cara, q dizia ter 35 anos moreno, e que estava afim de me comer.

Fiquei empolgado pois o cara me pareceu confiável e disse q havia local no caso a sua casa, só q morava a mais ou menos 40 minutos da minha casa.

Fiquei muito excitado com a conversa, e resolvi pedir o número dele.

Alguns minutos depois, sai de casa para poder falar com ele fui em um lugar onde n tinha ninguém por perto e então liguei do meu cell porém, com o número privado.

Ele atendeu, eu me identifiquei, disse o meu Nick na sala de bate-papo, lembrado do papo q tivemos, no meio do nosso papo e toda aquela excitação, pois ele me dizia como ia me pegar, como ia me deixar doido na cama e como eu ia gostar nos mínimos detalhes, tal como meter a rola até o talo, me chamar de putinha, chupar o meu cu, me colocar de quatro, enfim.

Ele insistiu q eu fosse a casa dele naquele dia, mas era muito tarde e n dava para eu sair aquela hora da noite pois já era tarde, e também haveria a possibilidade de eu perder o ultimo ônibus para a casa dele (pois teria q pegar dois ônibus para chegar ao meu destino).

Combinamos então para o dia seguinte e eu sairia umas horas antes do horário do dia anterior, e que passaríamos a noite inteira fazendo sacanagens.

Então, chegado a hora, peguei o ônibus e fui. Então liguei para ele e pedi instruções para chegar la. Dadas as instruções, cheguei no primeiro local para pegar o segundo ônibus, desci do ônibus, e aguardei a chegada do outro ônibus.

Perguntei ao motorista onde ficava o tal campo de areia cujo o macho disse para eu descer, o motorista parou no ponto em frente a esse campo, então desci.

Eu estava meio recioso de n gostar da pessoa, então resolvi ligar de trás de um arbusto para ver quem era. Então liguei e meio que com medo de passar algum conhecido e estranhar eu ali, o apressei.

Eu liguei de novo e lá estava ele: Com camisa vermelha de botão, calça jeans, moreno, estatura mediana, cavanhaque, cabelo comprido e aparentava ser forte. Aquilo n me agradou muito, mas eu já estava ali, então ele levantou o cell pra ver se a pessoa q o ligava o via, eu sai do arbusto, ele me viu e sorriu.

Atravessei a rua e o cumprimentei. E fomos direto para a casa dele. No caminho ele foi conversando comigo, dizendo sobre a sua vida, o q fazia e q era pra eu ficar tranquilo q era super seguro.

chegamos em sua casa, eu sentei em uma cadeira, ainda meio tímido e nervoso, e ele na cama. Vendo q eu estava um pouco travado, ele começou a me tranquilizar conversando sobre vários assuntos, ele até me revelou q sua idade verdadeira era 45 e n 35, eu achei melhor assim pois quanto mais velho, menos risco eu corro.

Riamos bastante e então quando viu q eu já estava mais tranquilo ele diminuiu a quantidade de luzes acesas na casa e em seguida veio em minha direção.

Eu ainda sentado ele me abraçou e meio q esfregou seu pau em mim, me levantou, segurou firme com a mão esquerda a minha nuca, e a outra mão foi tirando minha calça e pegando na minha bunda, aquilo me deu um tesão e peguei no pau dele, fiquei apertando o pau dele por cima da calça, e então ele me deu um beijo (n sou muito de curtir beijos na boca n, mas o tesão estava tão alto q eu deixei), então ele tirou toda a minha roupa e me levou pra cama, eu sentei na beirada da cama tocando uma punheta bem safada nele, e olhando pra ele, cai de boca. Chupei, e ele meio q se contorcia em pé.

Eu estava adorando aquilo,então ele me deitou, levantou minhas pernas, e caiu de boca no meu cuzinho. Eu olhava para a cara de safado q ele fazia, e eu já estava entregue. Ele mordiscava o meu anelzinho e em seguida passava a língua me levando ao êxtase. Então ele subiu definitivamente na cama abaixou uma perna minha e meteu a pica no meu cu aos poucos.

(Ele n era muito grande mas era grosso, vinha normal na cabeça e depois vinha engrossando até a base) Então ele levantou a minha perna de novo e começou a me foder de frango assado, ele gemia como um cavalo.

Me colocou de ladinho e meteu de novo, eu olhava para trás q nem uma fêmea olha quando está sendo fodida por seu macho dominador.

Eu comecei a gemer, então subi em cima dele e comecei a cavalgar um pouco de costas pra ele, meu sonho, só q o pau dele estava escapolindo do meu cu, e estava amolecendo por ele estar deitado.

Então ele levantou e me colocou de quatro. Eu enterrei minha cabeça na cama e pedia:

-Vai mete! Mete! Macho gostoso!!

E fazia cara de puta safada olhando para trás, ele veio ao meu ouvido e disse:

-Agora vc é minha putinha, quero comer esse cuzinho todos os dias. Minha criança!

E eu dizia:

-Isso vai, meu cuzinho é todo seu.

E dava aquele sorriso safado para ele.

eu já quase ditado todo empinado e ele bombando no meu cu.

Eu gemia, e pedia mais e mais, então ele disse q queria gozar dentro do meu cu, só q ele estava sem camisinha, e eu n estava me sentindo seguro para aquilo.

Então ele continuou me fodendo, me virou, me deitou, colocou minhas pernas em seus ombros e aí continuou a bombar.

Depois de um tempo ele saiu do meu cu e ficou se tocando e enfiando os dedos no meu u, só q era mto ásperos, e estavam me machucando. Pedi para parar, e ele me atendeu.

Então ele foi tomar um banho e perguntou p mim se eu ia dormir lá. Eu disse q n sabia, ele insistiu pois n tinha mais ônibus, então decidi ficar.

Depois dele ter tomado um banho eu tomei um tbm e fomos deitar.

Ficamos conversando ainda mais e então resolvemos ir dormir, só q eu n conseguia dormir, pois estava querendo ir embora e eu fiquei mexendo de um lado para o outro, já q ele estava sem cueca de baixo do lençol e eu com, então ele me abraçou por trás e ali ficou, eu meio q aos poucos fui sentindo algo me catucando por trás, e arriei minha cueca aos pouquinhos pra ele perceber q podia fazer o q quisesse.

Então ele viu q eu tinha arriado a cueca, molhou o dedo e começou a dedilhar o meu cuzinho. Eu rebolava no dedo dele, então ele puxou a coberta e começou a chupar meu cu e depois deu seu pau pra eu chupar, ficamos em m 69.

Ele começou a mordiscar forte o meu cu e então começou a doer, e eu pedi pra parar de mordiscar e só lamber. Ele explorava o meu cu com sua lígua, enfiava o mais fundo possível, e eu engolia o pau dele, fazendo uma chupeta gulosa, lambia a cabeça, fazia avidamente o meu trabalho de mamador.

Então ele se levantou, se dirigiu a minha boca se punhetando, e gozou na minha cara.

Ele Urrava enquanto me dava leite, esfregou o pau na minha cara um pouco e foi se lavar de novo. Me lavei tbm e fomos dormir definitivamente.

No dia seguinte, levantei as 6:00 para poder ir embora o mais rápido possível, ele foi super atencioso comigo, me levando no ponto, mas n havia necessidade e aquilo me deixou com medo.

Então o meu primeiro ônibus chegou eu apertei a mão dele e subi sem olhar p Trás.

Depois peguei o segundo e fui ora casa. Cheguei em casa com o cuzinho aberto hahahaha.

Bom, essa história foi meio longa, e a próxima talvez seja mais curta, porém a próxima história é um pouco semelhante a essa, quem quiser ler, aguarde.

Valeu, até a próxima.


Autor: Denis
E-mail - denisdassis4@gmail.com
Skype - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.