E aí?! Beleza? Hahahah...

Vou contar pra vocês a minha terceira história.

Um ano havia se passado desde o último acontecimento que relatei a vcs.

Estava eu alucinado de tesão no bate papo, e como sempre, tirando a outra vez q aconteceu, n estava arranjando nada, pq além da insegurança, tinha mto babaca dentro da sala.

então finalmente um cara me chama no reservado. A conversa flui normalmente, perguntas padrões tais como de onde eu era, idade, como eu era e tudo mais.

Eu fiz as msmas perguntas p ele e ele me respondeu:

- Branco, malhado, 30 anos, 1, 75 x 80 kg e pica de 18 cm.

Conversamos bastante e ele me convenceu a me encontrar com ele, e o melhor de tudo era que ele estava de carro e iria me buscar.

Apesar do medo de alguém ver, pois cidade pequena é uma merda, eu tomei um banho, fiz a limpeza q tinha q fazer, para n passar vergonha e fui me encontrar com ele.

Eu já havia ligado para ele antes de tomar banho, esquematizamos tudo, ele iria me buscar e iriamos encontrar algum lugar para ele me comer.

O telefone tocou e era ele, eu vi o carro dele chegando e pedi para ele dar a ré e vir em minha direção.

Ele chegou perto baixou o vidro e me cumprimentou. Ele estava de boné, seu carro por dentro era escuro e os vidros “insufilmados”.

Ele abriu a porta do carona e eu entrei no carro, ele sorriu pra mim e eu todo sem graça.

Começamos a jogar conversa fora, ele dizia q já havia morado onde eu moro, e que agora esta no rio e tudo mais, perguntou sobre a minha vida e o que eu fazia e eu disse a ele.

Saímos do meu bairro e estávamos na estrada, ele rindo bastante e eu ainda sem graça, porem feliz pois ele era bonito.

Então ele começou a passar a mão na minha perna e perguntou se eu sabia de algum lugar. Eu disse que não. E então ele deu a volta e foi na outra direção da br.

Ao fazer isso ele me olhou e pegou no meu pau, eu automaticamente fiz o msmo, ele ficava se contorcendo de tesão e conversando comigo.

Ele dividia atenção entre eu e a direção hahaha. Eu coloquei o pau dele pra fora do short que ele usava e ele disse:

- Se vc quiser chupar, pode chupar.

Não precisou falar outra vez, cai de boca e enquanto eu chupava ele, ele gemia e falava q eu era mto bom nisso e que eu era experiente e eu dizia q n era experiente mas gostava de chupar.

Eu chupava a cabeça passava a língua na glande, lambia todo o corpo do pau dele e engolia tudo e ate colocava a língua pra fora pra poder lamber o saco ao msmo tempo.

Chupava e chupava, batia com ele na minha cara e esfregava ele nos meus lábios. Massageava com a língua com ele dentro da boca e lambia ele todinho.

Eu perguntava a ele se estava gostoso e o safado me respondia entre gemidos q estava de mais e que iria voltar para q eu pudesse chupa-lo de novo.

Ele gemia mto e enquanto eu o chupava ele ficava me dedando, explorando o meu cuzinho.

Eu arriei mais a minha bermuda e depois de uns 15 minutos chupando e ele gemendo mto e me dedando ao msmo tempo, ele parou o carro, e quando eu subi a cabeça para ver onde estávamos, eu vi que estávamos no meio do mato em um tipo de estradinha ou desvio.

Então ele tirou a minha toca pois eu tinha me vestido todo de preto e coloquei toca para ninguém me reconhecer, e quando ele ia tirar a minha blusa ele eu disse q n, mas ele disse que era para eu tirar tudo.

Ele desceu os bancos e eu havia pedido pra ele comprar gel antes de nos encontrarmos e ele havia comprado.

Então ele tirou todas as nossas roupas me beijou alucinadamente (ele tinha uma pegada mto boa) me colocou de frango assado no banco deitado e chupou o meu cuzinho, e chupou com vontade.

E lambia meu saco e me chupava tbm, estava mto gostoso e realmente ele sabia o q fazia ( eu só fiquei meio chateado por n ter sentido mais ele e ele n ter me pego com mais vontade e me colocado em todas as posições possíveis) então eu n aguentando mais de ansiedade, pedi para ele meter.

Ele colocou a camisinha pegou o gel e começou a passar no meu cu. Ele começou a colocar a cabecinha e me fodia gostoso ali msmo de frango assado.

Colocou minhas pernas mais nos ombro dele e continuou a me fode. Eu gemia e queria mais e mais. Ele socava devagar e com calma. Então ele começou a acelerar o ritmo e eu peguei na bunda dele e puxei contra o meu cu e então ele começou a gozar.

E ele olhava pra minha cara com aquela cara de safado, com o pau enterrado ate o saco no meu cu e eu ria pra ele. E então ele tirou a camisinha e eu queria sentir o gosto da porra e ele ainda estava sensível e n deixou eu continuar a lamber o pau dele.

tentei fazer com q o pau dele subisse de novo, mas n consegui. Ele alegou q eu havia chupado mto. Fiquei de quatro, bati uma pra ele, tentei chupar, fiquei de quatro e nada.

Então ele sentou ao meu lado e eu fui pra cima dele coloquei no meu cu e consegui cavalgar um pouco, eu nunca tinha feito aquilo e finalmente tive a oportunidade, mas n durou mto tempo pois ele escapou do meu cu e n conseguia mais ficar tão dura.

Então eu pedi pra comer ele um pouco ele perguntou se era isso q eu queria msmo, e eu respondi q sim, pois queria gozar. E então ele sentou no meu pau, mas o meu pau tbm estava mole pois eu já n estava mais com tanto tesão pois fiquei frustrado de n conseguir fazer o pau dele levantar de novo.

Senti ele um pouco mas mas acabou q tive q bater uma punheta com ele chupando o meu peito. E gozei gostoso.

Depois continuamos a conversar, nos vestimos e fomos embora do lugar, eu fiquei olhando enquanto ele dirigia e ele tinha ido longe, tinha até saído de angra.

Conversamos mais um pouco e ele me deixou no meu bairro, ele me agradeceu e nos despedimos.

Fiquei com aquela sensação de quero mais mas infelizmente n havia mais como.

Eu outras vzs liguei pra ele pra nos encontrarmos e ele me foder mais gostoso, pois eu ainda tenho inúmeras fantasias e ele me passou confiança, mas aí ele parecia q n queria mais nada comigo e eu além de ter perdido o número do tel dele eu desisti.

Espero que tenham gostado, no próximo conto contarei sobre a minha ultima aventura.

Até mais.



Autor: Denis
E-mail - denisdassis4@gmail.com
Skype - Não Divulgado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta