Às cinco horas em ponto Matheus tocou o interfone na casa do amigo. Estava ansioso, mal tinha conseguido malhar. Saindo do elevador já vislumbrou o amante na porta.

Cuequinha branca, pau marcado, pernas grossas peludas e aquela cara sacana que surgia todas as vezes que ele não estava com seu figurino de nerd. O coração quase veio à boca. Incrível como aquele moleque mexia com ele. Com um sorriso de orelha a orelha, o característico andar marrento e as mãos cheias de sacolas, chegou até o colega abaixando-se para beijar-lhe a boca. Desviando levemente o rosto, Thiago fez com que o beijo pegasse no rosto, apenas resvalando de leve a lateral dos lábios. A atitude deixou o grandão meio sem graça e o gelo foi quebrado pela voz autoritária do magrelo:

– Chega aí bro. Ajeita essas paradas lá na cozinha enquanto eu termino o capítulo que tá faltando.

Desconcertado, Matheus entrou pela casa, indo direto para a cozinha. Pôxa, que corte tinha sido aquele? Depois do susto inicial de ter sido mandado às compras pelo amigo, ele tinha ficado até feliz. De alguma forma sentia que aquilo os aproximava, para ele tinha sido praticamente ser assumido como namorado pelo garanhão. No seu entusiasmo, chegou a ampliar a listinha recebida e comprou mais um monte de coisas, tudo de presente para seu amado.

No visual, tinha caprichado de novo. Trocou a camiseta amarela por uma branca com estampa vermelha, usou a mesma bermuda preta e variou as havaianas valendo-se da coleção que fazia. Estava agora com uma da copa do mundo, o último lançamento, com estampa da seleção da Alemanha, que por ter a sola branca destacava seu belo pé moreno. Tudo isso pra que? Pra ser friamente mandado para a cozinha? No seu jeito sensível não sentiu exatamente revolta, mas uma mágoa refletida na tristeza com que ia arrumando as delícias das sacolas nos armários.

Absorto na tarefa, levou um susto ao sentir a pegada forte na cintura. Uma fungada em sua nuca trouxe o arrepio, e o já conhecido amolecimento que o macho provocava em seu corpo. A mão quente deslizando pelo pescoço fez com que ele virasse a cabeça para trás, sendo brindado com um dos já famosos beijos selvagens do seu homem. A bunda levava encoxadas firmes, enquanto ele, involuntariamente, já rebolava no pau do macho.

Como em um passe de mágica, a tristeza e as mágoas escoaram pela pia assim que ele foi debruçado nela. O nerd não dizia uma palavra, apenas emitia ruídos másculos enquanto manipulava o corpo grande e gostoso do amigo. A bermuda foi abaixada e então Matheus percebeu que Thiago estava nu, sem a cueca. O contato da tora dura com seu cuzinho fez com que ele piscasse, enquanto o grandão já dominado e indefeso só conseguia gemer.

Nessa encoxada, caminhando com dificuldade pela bermuda ainda embolada nas suas pernas, foi levado até a mesa da cozinha, onde foi virado de frente. O rosto do magrelo parecia transtornado. Com um olhar firme de predador, atacou a boca de sua presa, sugando-lhe os lábios e enfiando a língua quase que na sua garganta. Revelando uma força maior do que a aparência indicava, o baixinho praticamente ergueu o parceiro, colocando-o em cima da mesa.

Tudo se passava no ritmo imposto pelo ativasso, que logo arrancou a bermuda e a cueca do morenão, deixando-o peladinho. Sem deixar de beijá-lo, ia deitando o corpo totalmente entregue sobre a mesa ouvindo o ruído das havaianas caindo no chão, soltas dos pezinhos surpreendentemente delicados daquele homenzarrão. As grandes pernas foram suspensas, deixando o cuzinho exposto.

Matheus agora já sabia o que o aguardava, e começou a se contorcer involuntariamente sobre a mesa, sentindo o trabalho da boca e das mãos eficientes do nerd. Gemendo, gritando, soluçando e falando palavras de amor, o bombado foi comido com selvageria na cozinha, recebendo o farto gozo do macho dentro de si.

Debruçado sobre ele, ofegante e satisfeito, o garanhão finalizou a foda beijando sua boca, dessa vez de maneira bem carinhosa, recebendo de volta um sorriso, onde era fácil distinguir a paixão e o agradecimento daquele rapaz agora tão passivo e submisso.

Este é um trecho do livro CAMA KING SIZE. Durante o mês de fevereiro, ele está numa super promoção na Compre Livros GLS. Adquirindo um exemplar impresso, o leitor leva DE GRAÇA um e-book do meu outro livro, DOMINAÇÃO, o livro homoerótico mais vendido da Internet.

É só acessar o site que está logo abaixo.

Autor: Augusto Treppi
E-mail - augustotreppi@gmail.com
MSN - augustotreppi@gmail.com
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta