Estava voltando de uma pequena viagem a cidade vizinha quando começa a sair fumaça do motor do meu fusca, muito velho, então parei, pois sabia que precisa deixar esfriar para não fundir o motor.

De longe vejo um homem se aproximando, sem camisa e pensei vou pedir ajuda para empurrar o carro para estrada depois que esfriar. Expliquei a situação e o rapaz concordou em esperar uns 10 minutos até esfriar o motor.

Como estava sem camisa e com um volume grande na calça acabei perguntando de onde ele vinha. Disse que foi visitar a namorada, mas ela não pode receber ele pois estava cuidando das crianças da patrão. Então comentei:

_ Isto explica o volume aí na calça. Ele riu e disse que fazia mais de um mês que não fazia nada.

Como estava curioso, resolvi perguntar se ele não mostrava a pica para mim, pois nunca tinha visto um cacete de negão.

Ele ficou receoso, disse que só curtia mulher, que não topava estas coisas, etc.

Então resolvi apelar e disse que daria a ele um dinheiro por me ajudar com o carro e já que tinhamos que esperar não custava nada deixar dar uma olhada. Afinal vários homens já tinha visto ele pelado, no banheiro, depois do futebol, etc. Ele ficou meio sem geito e disse:

- Tá bom, mas só um pouquinho e se eu não gostar paramos logo, porque sou macho.

- Vamos ali no mato ninguém vai saber e é rapidinho.

Então ele resolveu topar e me seguiu mato adentro. Parei numa pedra para sentar e ele ficou em pé de frente. Ele abriu o zíper e tirou o pau, mole, tinha uns 15cm, bem grosso.

Resolvi pegar com a mão e pedi para ele se não ficava duro.

_ Ele só fica duro com mulher. Disse para ele que podia dar uma chupadinha e talvez ficasse duro. Ele me diz:

- Nunca ninguém chupou meu pau, mas se quiser pode experimentar.

Peguei o cacete com cuidado e fui chupado a cabeça, mesmo mole, era de bom tamanho, ele começou a gostar e endurecer o pau.

Então pedi para ele baixar a calça para que pudesse ver todo seu pau, seu saco, ele ficou meio assustado mas resolveu mostrar.

Fiquei suspreso, pois ainda tinha mais cacete e duas bolas grandes, escorridas, não me fiz de bobo e fui chupar suas bolas e aproveitei e alisei seu peito, que a essa altura tava suado.

Ele começou a gostar, pois o pau começou a endurecer, ficou tão grande e grosso que não cabia mais a cabeça na boca, então tive que passar a língua.

Ele percebendo que estava gostando pediu se eu queria que ele gozasse., respondi que ainda era cedo, já fazia mais de 30 minutos, mas aquele pau de chocolate, tava me dando muito prazer, então pedi para ele tirar a calça, ele disse que não, pedi para que baixasse até o joelho para que pudesse ver seu saco balançando, ele riu e atendeu meu pedido.

Disse para ele que estava tirando o atraso dele e ele disse:

- Isso é muito bom, mas eu prefiro meter!

- E você já meteu num cuzinho?

- Não só comi buceta, já é difícil uma mulher aguentar meu pau, e dizem que cu é mais apertado.

- Disse para ele que sempre quis conhecer um negão, mas ficava assustado e pedi se ele queria me comer.

_ O problema é que quando começo a fuder não paro até ficar satisfeito, e já disse mesmo as mulheres mais acostumadas sofrem no meu pau.

Autor: Joca
E-mail - joca-silva2013@bol.com.br
MSN - Não Divulgado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta