Hey galera,

Sou Víctor e aqui está um conto meu...

Estava eu sem fazer nada na segunda à noite. Fazia um calor insuportável, o que me levou a ficar só de cueca em casa.

Ao tirar a roupa fiquei excitado me olhando no espelho e resolvi entrar na sala de bate papo.

Pedro Passivo entra na sala...

Quando entrei três caras puxaram papo comigo. “Me chupa”, “H a fim” e “Tiozão 48”. Conversei com os três e falamos muita putaria, mas o Tiozão foi mais firme e mora numa quadra ao lado da minha. Perfeito, né?

Marcamos de ele me pegar em a um local público – que por ironia era a igreja. O carro parou. Ele abriu a porta e eu entrei.

O Tiozão estava com cheiro de cigarro e aparentava mais de 48 anos, mas não comentei nada. Apenas pensei: “tadinho não vai dar conta”.

- Que idade você tem? (disse ele)

- 24, respondi.

- E tá a fim de mamar?

- Já é...

Nisso fui pegando no pau dele que estava meio bomba, mas ele pediu que eu esperasse até chegar ao motel. Obediente que sou, parei.

Chegando no motel ele foi tirando a roupa. Era um senhor alto de aproximadamente dois metros. Tinha uma barriguinha de cerveja e poucos pelos no corpo. A mala do cara que estava meio bomba no carro ficou ENORME.

Ele viu minha cara assustada e disse: “relaxa, são apenas 21 centímetros”. Sorri pra tentar disfarçar o medo e fui tirando a roupa na frente dele.

Ao tirar a roupa ele foi falando que amava mulher, mas que às vezes saia com gays para comer cu. E só os gays pra satisfazer esta vontade de comer cu... (aquele papo de hétero e de cu).

Colocamos meia luz, ligamos a música e começamos os trabalhos. Cai de boca no caralho do Tiozão, que tava duraço. Pau reto da cabeça rosada, uma delícia.

Chupei, chupei, chupei... até dar câimbra nas mandíbulas... depois ele me fez um cunete que me levou aos céus. Se com aquela língua dura e nervosa já tava bom, imaginem com o cacete de 21 cm.

Naquele momento eu só pedia pra ele me comer, me arrombar.

Ele colocou a camisinha e eu caprichei no gel. Pincelou meu cuzinho com pau e foi forçando... Quanta doooooooor! Não entrava de jeito nenhum.

Pedi pra sentar em cima e ele concordou. Ele se deitou na cama e eu fui sentando até me acostumar com o pau dele dentro de mim. Fiquei contente com o resultado: 21 cm dentro de mim. Cavalguei muito no meu cavalo até o meu cu se acostumar.

O Tiozão pediu pra mudar de posição e perguntou se ele podia me judiar um pouquinho. Eu tava tão doido que disse sim, e, ele não pensou duas vezes.

Me colocou de quatro e meteu pra caramba ia e voltava com aquele cacete no meu cu. Eu gemia muito e alto com cada estocada. Ele gemia feito doido.

Fizemos noutras posições e meu cu já estava em frangalhos, as pregas já não existiam mais. Ele dizia coisas do tipo: “pensou que eu não ia dar conta né putinha?”, “tá gostando do Tiozão, tá?!”, “Você queria rola, né? Então toma minha puta”.

Eu gemia, gemia e sentia cada centímetro alargando o meu cu e me invadindo...

O velho dominava as técnicas do sexo tântrico e me fez gemer a noite toda... Depois de muito tempo metendo não agüentei e gozei, gozei muito e desfaleci.

Ele gozou na minha cara, me encheu de porra!

O Tiozão me deixou sem sentar direito por uns dias... quando em deixou em casa revelou a idade dele:

- 58

- 58? O que é 58?

- A minha idade. Disse que tinha 48, pois se eu dissesse 58 você não ia querer ficar comigo.

- Cara, eu não ligo pra idade desde que me coma e me coma muito bem.

Estamos combinando outro dia...

Daqui a pouco posto mais até galera!

Autor: Víctor
E-mail - bardot@live.com.pt
MSN - Não Divulgado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta