Meu nome é Egeu, sou moreno claro, 30anos, morador da Baixada Fluminense e fui iniciado no mundo do sexo anal por um amigo muito puto e safado.

Há um mês atrás ainda tinha o cabaço do cu intacto, mas caí em tentação e descobrir o quão é gostoso ter um pau grosso atolado até as bolas no meio da bunda.

Fui fazer um trabalho de faculdade na casa de Josué, meu amigo puto e no decorrer de tudo isso foi ficando tarde e ele me sugeriu que ficasse pra dormir.

Já com segundas intenções, o seu plano acabou dando certo. Terminamos as tarefas da faculdade, tomamos banho e fomos deitar, nisso vejo o meu amigo nu e fiquei com um certo tesão. Eu já havia comido alguns veados, mas nunca havia passado na minha cabeça de ser um a ponto de dar o cu também.

O clima esquentou de tal forma que quando dei por mim já estava mamando uma vara de 22cm e prestes de tê-la por inteira no meu rabo a primeira vez.

Josué tinha uma pica enorme roliça, toda grossa da base até a ponta, era uma rola pra cu nenhum botar defeito. Ele chupou meu cu e falou no meu ouvido que o seu maior sonho era poder um dia me enrabar.

Fiquei feliz mesmo sabendo que poderia até me cagar de dor com aquele pauzão todo dentro do meu rabo a primeira vez.

Comecei a chupar sua vara grande e grossa que mal cabia na minha boca, deixando bem molhadinha e enchendo Josué de tesão.

Depois do boquete, ele tirou da minha boca e me mandou ficar de quatro ainda na beira da cama. Embora com medo obedeci e senti aquela jeba grossa e cabeçuda forçar minhas pregas virgens. Num misto de dor e nervosissímo, começei a peidar, mesmo assim ele não parou de empurrar.

Ele disse quando mais você peidar, mais relaxado o seu cuzinho vai ficar. Josué adentrou meu cuzinho apertado e segurando minha cintura foi metendo vagarosamente até que entrou tudo até o talo. Em poucos minutos sentí ele acelerar sem dó, seu pau entrava e saia de dentro de mim me fazendo peidar ainda mais.

Meu cu começar a latejar e a pulsar descompassadamente como se mordesse o pauzão de Josué.

Com isso eu já não aguentava mais e pedi pra ele tirar e nesse momento para a minha frustração, acabei cagando no seu pau.

Fiquei muito constrangido, mas Josué nem se importou, tanto é que gozou como louco jorrando a sua porra na minha boca.

Depois desta experiência tive o prazer de comer o cu de Josué também, que o contrário do que imaginava, já havia levado rola outras vezes.

De um mês pra cá minha vida mudou e pra melhor.

Autor: Egeu
E-mail - Não Divulgado
MSN - Não Divulgado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta