Continuação do Conto: Minha História, Minha Vida

Eu nervoso falei você está mentindo, então ele me falou uma particularidade de meu irmão, seu irmão tem uma pinta bem no meio do pau, ele é um gato, é uma pena que não seja bem dotado o pau dele é menor do que o Fabio, vai me dizer que você nunca viu, porque ele se casou faz pouco tempo e eu sei que você e seus irmãos dormem no mesmo quarto.

Eu fiquei meio nervoso e realmente o Fabio ultimamente o pau dele estava maior do que o do Ferdinando, e realmente o Ferdinando tinha essa pinta bem no meio do pau, eu ouvindo aquilo falou cara você é um pervertido, eu agora penso que você mereceu o que se passou com você.

Eu estava com dó de você, agora eu vejo que você mereceu e tomara que aconteça novamente só para você sofrer novamente tudo novamente e se arrependa das coisas que você faz.

O Tico dando risadas me falou cara na verdade sofri, mas como já aconteceu, eu vou fazer o quê? E você pensa que vou parar de dar o cu por causa do acontecimento, você está enganado, é só eu me recuperar que eu estarei abrindo novamente as minhas pernas para sentir um pau entrando em meu cu e me fazendo gozar, aqueles moços foram uns brutamontes, mas no começo estava maravilhoso dar para eles, só quando foram fazer a dupla penetração é que eles me estropiaram, mas se eles quiserem me comer novamente e me prometerem ser um de cada vez eu darei para eles com o maior prazer, porque além de eles serem uns gatos eles são extremamente dotados, eles são umas delícias.

Eu ouvindo o Tico falar eu senti uma coisa estranha, meu pau quis endurecer, disfarçadamente falei, cara nunca imaginei que você fosse assim.

O Tico percebendo segurou no meu pau e me falou, se você quiser ser o meu novo descabaçador eu estarei livre só me dê mais uma semana e arranjarei um local para nós transar porque você é o mais bonito de sua casa, você se parece com o Ricky do Grupo Menudo, e parece que também é o mais dotado.

Eu meio nervoso falei, cara eu sou só para mulheres, e saberei ainda a mulher que vai me merecer, para você ficar sabendo não sou só o mais bonito de minha casa, é verdade o meu pau é maior que dos meus dois irmãos, e eu guardo ele para usar na mulher que me mereça, e me dê licença eu vou para a sala junto de meus pais, e quando você melhorar, faça de conta que nem me conheça, porque você não merece a minha amizade e nem confiança.

O Tico rindo me ameaçou, eu posso falar para meus pais que você sabe a pessoa que fez isso comigo, e eles te pressionarão para que você conte e depois você sabe o que pode acontecer com você, eu dando risadas falei tudo bem, você pode contar só que eu conto que você já deu quase que para todos os meninos daqui da rua, digo melhor da vila, e que você está falando isso só porque eu não quis te comer, vamos ver quem sai perdendo nessa.

O Tico me falou você não perde por esperar seu cuzinho doce, você vai ver o que vou fazer com você.

Eu nervoso falei, cadela que late não morde, se você fizer algo contra mim, farei que você se arrependa até o último fio de cabelo que você tem em sua cabeça.

Eu saí do quarto dele, quando cheguei à sala da casa os pais dele me falaram, parece que vocês estavam discutindo?

Eu disfarçando falei, não é nada não, é brincadeira de adolescentes, eu falei para ele, já que ele vai ficar um bom tempo sem ir à escola, eu vou cantar a menina que ele gosta lá da escola, e que como ele não tinha nada para fazer, eu tenho dever das duas escolas eu traria o dever da escola noturna para ele fazer, já que ele está um ano adiantado de mim, para ele será fácil, e então como ele está emocionalmente abalado começou a me xingar, mas depois ele percebeu que era brincadeira.

Os pais do Tico me falaram, eu já disse para ele que ele tinha que ter amizades sadias assim com você e seu irmão.

Os meus pais ouvindo os elogios falaram esses meus filhos são as nossas pérolas, mas se algum dele por as manguinhas de fora o pau come, eles já nos conhecem.

O pai do Tico falou se batesse valesse alguma coisa esse meu menino, seria um santinho, e também não teríamos bandidos.

Minha mãe falou, é isso que o senhor falou por último é verdade, mas pau que nasce torto, se não escorar quando novo morre arcado.

Nisso foi encerrando o assunto e fomos para casa, para chegarmos a minha casa teríamos que passar em frente da casa dos moços, e o 3 estavam na calçada no momento em que nos viram e perceberam que nós tínhamos saído da casa do Tico, os meus pais como não sabiam de nada passaram pelos moços, por educação eram boas-noites e eu olhara para eles. Sem meus perceberem os 3 pegaram no pau por cima do short e deram uma balançada. Eu me virei bruscamente e fiz de conta que nem tinha visto o que eles tinham feito.

Quando cheguei a minha casa eu conversei com o meu irmão Fabio que não nos acompanhou para a casa do Tico porque ele tinha começado a namorar uma menina conhecida da família, e falei que o Tico tinha me contado que ele já tinha transado com o Tico várias vezes que o Tico nem sabia a quantidade certa.

O Fabio me falou, aquele boiola vai ver o que farei com ele se ele ficar abrindo o bico, é verdade que comi ele, porque é difícil para mim dar uns amasso na minha namorada e ela falou para mim que faremos sexo somente depois de casados, que ela quer casar virgem, e é melhor comer um cu do que ficar masturbando, eu repreendi ele falando que ele era um pervertido igual aos demais moleques da vila que tinham coragem de comer o Tico, e se ele continuasse com isso eu contaria tudo aos nossos pais, ele tinha que se contentar em se masturbar se não conseguia conseguia transar com a namorada, só que eu falava isso na intenção de poder vê-lo masturbando, porque meu irmão era um gato e tinha um pau maravilhoso, era menor que o meu mas era inteiriço, parecia uma lingüiça calabresa só que mais curto.

Isso era um domingo, na segunda quando eu estava voltando da escola, os três moços me pararam me encurralaram e colocaram seus paus para fora e me falaram, então veadinho você abriu a boca.

E eu amedrontado e intimamente admirado pelos tamanhos dos paus eu gaguejando falei, podem ficar em paz, que não falei nada, só o Tico que sabe que eu o vi saindo daqui, então eles me falou, se você abrir o bico olhe só o que espera por você.

Eu amedrontado gaguejando falei, caras podem ficar numa boa de mim ninguém vai ficar sabendo, olhe me deixe ir embora, se meus pais perceberem que estou demorando, eles virá ao meu encontro.

Então um deles que era o primeiro que tinha me ameaçado falou, segure em nossos paus e veja como eles são duros e pense neles entrando em seu cuzinho, isso é espero que seja cuzinho.

Eu amedrontado, mas com vontade enorme de segurar naqueles paus falei cara me deixem em paz, dentro de mim eu senti um arrepio, então o cara pegou a minha mão e levou ao encontro de seu pau que estava duro, e fazia que eu o masturbasse, o outro veio com o pau maior ainda e falou você não quer dar um beijinho nele, eu falei gaguejando, cara eu não sou gay, me deixem, o outro moço veio e me deu um beijo em meus lábios e me falou carinha alguém já te falou que você é um tesãozinho, você tem uma bunda redondinha, ela é mais bonita que de muitas menininhas, como eu tenho vontade de colocar o meu pau no meio dela.

Eu mais amedrontado, mas sentindo uma ponta de excitação falei, me deixem, se meus pais perceberem que estou demorando, eles virá ao meu encontro.

Naquele dia os 3 me deixaram ir embora, na hora que cheguei a minha casa, meus pais me chamaram atenção e me perguntaram, porque demorou você não sabe que tem de dormir logo para levantar cedo amanhã para ir ao SENAI, eu respondi me desculpem é que amanhã vai ter prova e alguns amigos da classe estavam com dúvidas da matéria e como eu vou bem às matérias pediram para eu explicar para eles para ver se eles entendiam melhor, e eu expliquei, nem percebi que o horário passou.

Naquela noite eu tive que me masturbar pensando naqueles paus, um maior que o outro, e os caras eram um mais bonito que o outro, que, no entanto as menininhas viviam pegando no pé deles, e muitas já tinham perdido a virgindade com eles, mas eles não ficavam namorando nenhuma delas, e eu pensava no que eles podiam fazer comigo e o prazer que eles poderiam me dar.

Passara-se 3 semanas, até que um dia eu vi novamente o Tico saindo da casa deles, só que desta vez o Tico saiu com um sorriso nos lábios, e no portão ele deu um beijinho na boca do moço que o tinha acompanhado, no momento em que ele passou por mim, ele deu uma risada e me falou, eu não te disse que eu voltaria dar novamente para eles, só que eles hoje foram uns amores, e me fizeram gozar sem botar a mão em meu pau.

Eu respondi para o Tico já com uma pontinha de ciúmes e falei cara eu te perguntei alguma coisa, eu não te disse na tua casa que quando você encontrasse comigo era para fazer de conta que não me conhecesse, cara veja se você se põe em teu lugar, eu não sou qualquer um para perder tempo conversando com um pervertido igual a você.

O Tico me falou você não perde por esperar, você vai ver, você vai se arrepender em me tratar desse jeito. Ninguém me trata desse jeito eu vou me vingar seu cu doce. Eu olhei com desprezo para ele e disse como já te falei da outra vez, cadela que ladra não morde, se ela morder o machucado será pior para ela, porque as conseqüências que vem será pior.

Naquele dia que era uma sexta-feira por minha sorte não tinha nenhum dos moços no portão para me importunar, na outra semana, era semana de provas, então a maioria dos dias eu sairia mais cedo da escola, eu ficara contente por não ser importunado, mas por outro lado triste porque eu não veria aqueles belos moços, quando chegou sexta-feira eu estava voltando da escola bem mais cedo do que o previsto...

CONTINUA...

Autor: Jaime Pereira
E-mail - Não Divulgado
MSN - Não Divulgado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta