Estávamos de Madrugada na rua voltando de mais uma noite de Carnaval sempre eu ai passar o Carnaval na casa de um amigo; O Japa era meu amigo de Faculdade e onde morava tinha um clube com um carnaval maravilhoso, faz três anos que eu passava na casa dele. A noite tinha sido bom eu tinha beijado umas seis garotas e chupado uns peitos. No meio do salão o Japa me puxou e começamos a nos roçar valia tudo ai mas era só zueira para nossa turma rir ele tinha namora fiel mas ele era um sarro.

Quando entramos em casa ele disse:

- Vamos tomar banho agora? Vai você primeiro depois vou eu.

- Tava pensando vamos tomar banho nos dois junto, é mais rápido.

- Ah! Não. Respondi.

- Vai fazer um so barulho e não acorda meus pais que estão dormindo, vamos a gente toma de cueca sem ficar pelado. Além de tudo tem porta no box.

Com estes argumentos não teve jeito aceite, e subimos pro banheiro. Ele fechou a porta e tirou a roupa ficou só de cuecas conforme combinamos e entremos no box, ele tava de cueca branca logo a cueca molhada ficou transparente e era possível ver sua rola eu tentava não olhar mas era impossível , de repente comecei a repara o Japa, que corpo bem torneado seu sorriso safado, estávamos muito próximo no box ele começo a chegar perto e me falar no ouvido e disfarçava e continuava a me banhar quando dei por mim ele esta de cueca na mão e jogou para fora do box. Eu olhei ele estava com a rola toda depilada só uns pelo na parte de cima; a rola e o saco lisinho, ele percebeu eu olhado e disse.

- Rapei pro Carnaval pouco antes de você chegar.

-Ué por que rapou pra mim?

- Se você quiser é sua. E puxou para junto dele nos peitos roçavam.

Eu não reagi e o abracei e comecei a alisar sua costa desci até a bunda, percebi ele descendo minha cueca. Começamos esfregar logo senti a mão dele na minha rola no saco no meio das minha pernas. Ele me puxou e disse:

Vamos fazer um duela de espadas. E começamos a esfregar as rolas, Senti a rola dele ficar dura no meio de minhas pernas puxei ele pelas bunda de encontro a mim e o acariciava sua bunda. Desci a mão e segurei e comecei a punheta-lo e fez o mesmo o tesão aumentou, ele tento um beijo recusei.

Quando vi ele de rola dura queria descer e chupar mas não tive coragem. Chupei seu pescoço mamilo lambi muito e ele fazendo o mesmo ele tremeu e o gozou veio e ele gozou bem em cima da minha rola e eu continuei a me punhetar quando vi minha rola toda lambuzada de porra foi minha vez e gozei na rola dele ainda dura. Depois fomos para o quarto ele foi nu.

Quando chegamos no quarto esta arrumados para dormirmos, havia duas camas em uma esta o irmão dele roncando e um colchão no chão este era a minha, não acendemos a luz e já deitamos, eu não consegui dormi ele percebeu e disse baixinho.

-Também não consigo.

-Nem eu, acho que vou tomar um pouco de leite.

- E entendeu na hora sem barulho sentou na cama com as perna s aberta eu cai de boca, ele então veio para meu colchão e fizemos um belo 69 no esfregamos nos beijamos e gozamos o ronco do irmão dele nos excitava mais ele deitou e se punhetou o gozo veio eu aproveitei me ajoelhei e gozei no peito dele.

Este o melhor carnaval que passei.

Autor: Ruben Leite
E-mail - Não Divuldado
MSN - Não Divuldado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta