Olá, meu nome é Rogério e eu tenho 20 anos. Sou branco, 1,73 de altura, 80kg gordinho. O conto que vou relatar aconteceu pouco antes da virada do ano, quando eu e alguns familiares alugamos uma chácara para passar o final do ano.

Bom, a chácara que íamos estava alugada para nós desde o dia 28 de dezembro até o dia 02 de janeiro. Eu estava doido para ir logo para essa chácara, pois não aguentava mais o clima caótico de SP. O único problema é que meus pais não iriam no dia 28, o que me desanimou.

Mas minha mãe falou pra eu ligar para um tio meu pois ele iria no dia 28. Liguei para o meu tio Marcos, ele tem 40 anos, +/- 1,80 de altura, bem gordinho e peludo, do jeito que eu sempre gostei. Sempre tive um tesão por ele, mas nunca tinha rolado nada, ele é casado e tem 2 filhos.

Liguei para ele e combinei de ele passar em casa pra me buscar. Eu imaginei que ele viria com a família, mas veio sozinho. Aí perguntei:

-Tio, cadê a tia e os seus filhos?

Ele me respondeu:

-Vou buscá-los só amanhã, sua tia teve que trabalhar e os meninos só vão com ela.

Completou dizendo:

-Teremos um dia só pra nós. E deu uma risada meio safada.

Me fiz de desentendido no momento, mas já imaginei muitas coisas que poderiam rolar só nós dois na chácara rsrs

Chegamos na chácara e eu fui logo trocar de roupa pra dar uma relaxada na piscina. Meu tio Marcos disse que ia arrumar algumas coisas e já iria me acompanhar na piscina. Até aí tudo bem.

Depois de algum tempo, ele aparece na beira da piscina com uma sunga verde limão, com um volume que não era muito grande, mas dava pra perceber que o pau dele era grossão.

Ele já pulou na piscina e conversamos basicamente sobre a minha sexualidade, tendo em vista que sempre tive apoio da família por ser gay, e nunca escondi de ninguém.

Ele tem a fama de ser machão, mas subitamente me disse:

-Sabia que na sua idade eu beijei um dos meus amigos, mas só beijei, nunca tive rolou mais nada que um beijo. Sua tia nunca soube disso.

Eu perguntei:

-Por quê? Não gosta? (já tinha entendido onde ele queria chegar, e fiquei dando corda)

Ele disse:

-Não sei, acho que só saberei se gosto ou não quando experimentar. Deu uma risadinha sarcástica e fingi que não tinha entendido de novo.

Ele ficou me olhando com olhar de malícia e eu fiquei um pouco constrangido e também excitado. E do nada ele veio pra mais perto de mim, e começou a passar a mão no meu cabelo, passando pela nuca. No começo fiquei receoso, ele é meu tio! Mas depois deixei rolar, era o meu tio mais gostoso!!

Ele começou a passar a mão no meu peito, na minha barriga, no meu rosto e foi me dando tesão.

Logo dei um beijo nele, e foi maravilhoso. Ficamos nos beijando na piscina por muito tempo. E ele foi e tirou sua sunga e jogou pra longe da piscina. Logo depois tirou a minha sunga e ficamos os dois nus na piscina.

Ele queria meter ali mesmo, mas eu falei pra ele esperar que eu ia buscar uma camisinha. Saí da piscina e todo molhado mesmo entrei no meu quarto, e quando achei a camisinha percebi que ele estava parado na porta batendo uma punheta.

Ele mandou eu deitar na cama de 4, pegou a camisinha da minha mão, colocou-a e começou a meter em mim. A rola dele não era muito grande, devia ter uns 14cm, mas era muuuuito grossa, o que eu adorava.

Meteu do jeito que eu gosto, sem dó nem piedade. Gemia feito um cabrito e eu adorando aquilo, me dando mais tesão.

Depois ele falou que ia gozar, e comecei a chupar a pica dele. Acho que minha tia não sabe fazer oral, porque ele gemia de tanto prazer, ria, gemia, soluçava que dava gosto rsrs

Depois gozou na minha boca, aquele leitinho quentinho descendo goela abaixo, foi maravilhoso!

Deitou na cama e disse que perdeu muito tempo da vida dele sem saber como era bom fazer amor com outro cara. Aí eu disse:

-Ainda não acabou. Tem o segundo round.

Fui lavar o rosto sujo da porra dele, e voltei com outra camisinha. Ele disse:

-Agora não né, acabei de gozar. Depois meto mais no seu cuzinho Rogério.

Aí eu disse:

-Não é você que vai meter em mim, é a minha vez de meter em você.

Ele ficou receoso, ficou negando e dizendo que não ia deixar eu foder ele, mas já fui colocando a camisinha e dizendo que não era justo só eu ficar de quatro pra ele. Disse também:

-Prometo que vou devagar, prometo que vou com carinho titio. hahaha

Até que enfim ele aceitou, virou de quatro e eu meti com carinho meu pau de 17cm nele e ele começou a gemer.

Fui metendo nele, e ele gemendo igual criança, até chorava. Mas depois fui percebendo que o gemido não era mais de dor, era de prazer. E ele tava gostando de rebolar no meu pau.

Tirei a camisinha e mandei ele chupar. Ele veio meio sem jeito, não conseguia engolir todo meu pau, meio descordenado, mas foi maravilhoso. Adoro caras inexperientes, gozei tudinho na boca dele e ele adorou!

Logo depois fomos tomar um banho juntos, nos beijamos loucamente, batemos punheta um pro outro e enfim fomos pra cama dormir, claro, que depois de um bom sexo.

Dormimos de conchinha juntos e no dia seguinte ele saiu bem cedo pra buscar minha tia, e o resto da família chegou também. Não contamos nada disso pra ninguém.

Atualmente nos encontramos algumas vezes pra fazer amor, mas não vejo a hora de voltar para aquela chácara dos prazeres.

Autor: Rogério
E-mail - Não Divulgado
MSN - Não Divulgado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta