Prá quem quiser saber, sou japa, 1,70, 72 kg.Já fiz muita putaria nessa minha vida, mas sosseguei um pouco qdo conheci o Maurício (nome fictício), segurança do Banco em que trabalhei durante 5 anos. Sabia que ele era hetero, pois namorava com uma mina de nome Vanusa (nominho de puta, né). Não sei como que aconteceu, mas na hora do almoço a gente se esbarrava no refeitório e num desses encontros sem mais nem menos ele veio se sentar na minha frente para almoçar e começou a me contar suas aventuras com a tal da Vanusa.

Eu, claro, comecei a querer saber mais e depois desse dia, ele sempre dava um jeito de coincidir os nossos horários de almoço. Devo dizer que ele era um tipo comum, clarinho, dos olhos castanhos claros, estatura mediana, mas pelo uniforme dava prá perceber que o seu pau sempre ficava do lado esquerdo meio de ladinho e como a calça era meio apertadinha o negócio parecia grande !!! Depois de muitos dias de conversa, ele certo dia me confidenciou que já tinha transado com outro homem. Nessas alturas, ele já tinha sacado que eu curtia o babado!! rsrsrsrs.

Disse que tinha sido com um PM ali das redondezas, que por sinal, eu tb conhecia (muito tesudo por sinal, mas que não dava a mínima prá mim, pois o que ele queria eu tb queria, ou seja.... ROLA!!!). Já tinha sacado qual era a dele, mas sempre com muita discreção!!Foi tudo muito rápido e sem que eu desse conta, marcamos um encontro depois do serviço.

Eu saía às 17 horas, ele saía um pouco mais tarde, mas nesse dia, trocou de horário com um outro segurança, alegando que precisava ir no médico...rsrsrsr. Nós fomos para um hotelzinho bem chinfrim, lá nos arredores do serviço. Qdo ele se despiu pude constatar o que eu desconfiava. O negócio era realmente grandinho. Não cheguei a medir mas tinha mais de 20 cm.

No começo tava molinho , mas foi só começar o meu SUPER BOQUETE que o negócio deu sinal de vida e começou a encher a minha boca de carne.

Ele gemia muito e dizia prá não parar. Dizia que chupava melhor que a sua puta (devo confessar, sem modéstia que sei Fazer sim). Segurava as bolas com a mão, fechando em formato de concha e engolia o pau até o talo, engasgava mas era muito bom, só de ouvir o cara gemendo. Cada engolida que eu dava, ele soltava um gemido bem profundo e falava muita putaria como, VAI CHUPA TEU MACHO, ISSO ENGOLE TUDINHO, AI QUE DELÍCIA, ENFIA ATÉ A GARGANTA. E eu enfiava mesmo !! ADORO CHUPAR UMA ROLA !! E a dele era o meu número !!! Cabia direitinho até a minha gargante.

Sabe aquelas rolas bem duras, com um saco tb grande (que ele depilava, só o saco), com um cabeção parecendo um cogumelo, sem prepúcio, uma maravilha!! Era segurar na base e chupar, chupar,chupar e chupar. às vezes nem precisava segurar de tão duro que tava o negócio. O cara é macho paca !! Nordestino, já viu né!!! E qdo percebia que ele tava quase gozando eu parava tudo. Nem relava no pau e ele me implorava prá continuar.

Daí eu continuava. Mas melhor do que relatar é fazer, né ?? Só sei que depois de mais ou menos meia hora de chupação ele disse que não aguentava mais, que o saco já tava doendo com muita vontade de esporrar!! Aí, resolvi acelerar os movimentos da boca e da língua e num grande espasmo seguido de um urro muito alto ele soltou a primeira esguichada que foi parar direto na minha garganta e esporrou mais uma 3 vezes e eu não deixei cair nenhuma gotinha.

Porra deliciosa, quentinha e meio adocicada que eu saboreei tudinho!! Demos uma pequena pausa e voltamos ao combate, mas o resto eu conto no próximo conto, ok ?? Prá deixar todos no suspense ... e com vontade de saber o que ele fez comigo depois !!! rsrsrs Quem quiser experimentar meu boquete é só entrar em contato, ok ??

Não sou nenhum deus grego, mas sei fazer muito bem!!!

Abraçoe e beijos nos cabeções de todos!!

Autor: Edinho
E-mail - edwdw@uol.com.br
MSN - Não Divulgado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta