Meu nome é Caio tenho 20 e sou de São Paulo, o que vou contar é verídico e aconteceu quando eu tinha 17 anos. Sempre passava minhas férias de janeiro na casa dos meu primos, eles sempre moraram no interior, tenho 2 primos um que na época tinha 20 e o outro com minha idade. Nessa fase nossas férias eram cheias de baladas, minas e muita cachaça.

Eles, assim como eu, eram todos uma delicia, mesmo nunca tentando algo com eles, aproveitava as vezes que estavamos no quarto de cueca jogando video-game ou na hora de nos trocarmos para ir em algum lugar. Mais no fundo que sempre me deixou louco foi meu tio Josão (marido da minha tia e o pai deles), ele é moreno, forte, na época tinha 42 anos, uma barriguinha gostosa, mãos e pés grandes, cara de macho e um volume que me impressionava.

Um dos comôdos que mais gostava lá na casa deles era o banheiro, gostava de sempre ser o último a ir tomar banho só pra cheirar a cueca deles, tesão demais.

Em um desses dias de férias minha tia e meu primos ficaram de ir pro centro comprar algumas coisas, como queria gastar um tempo no banheiro não quis ir com eles, fiquei só em casa e logo corri para o banheiro. Estava lá me deliciando que nem percebi que era horário de almoço e que meu meu tio poderia chegar o pior aconteceu: ele chegou e me pegou cheirando a cueca dele.

Na hora foi foda, fiquei muito sem graça e sem saber o que falar, foi então que ele me perguntou porque eu não tinha pedido pra ele deixar eu cheirar o caralho dele, não perdi tempo e pedi pra ele se ele deixava, ele abriu o zíper e baixou as calças, ele estava com uma cueca boxer branca e a vara dele tava começando a ficar dura.

Eu fui até ele e comecei a cheirar e passar minha lingua naquela mala deliciosa e senti a cada linguada o caralho dele crescendo naquela cueca apertada, nem estava acreditando que aquilo estava acontecendo comigo, o meu tio João me dando de mamar, que sonho! Tirei a cueca dele pra ver aquele pauzão delicioso que ele tinha, o pau dele é bem grosso, cabeçudo, bem peludo, não muito grande, mais bem grosso, cheio de veias e escuro.

Mais que depressa comecei a mamar meu tio, chupava gostoso, e percebi que ele tava ficando louco com minha chupeta, respirava ofegante e se tremia de tesão. Eu queria o serviço completo, levei ele pra sala, coloquei ele no sofá, ajoelhei na frente dele, tirei os sapatos e comecei a lamber o pézão do meu tio, que delicia de pé, chupava gostoso os dedos dele, passava minha lingua entre eles e com o dedão na minha boca ficava olhando pra ele com minhca cara desejosa enquanto ele tocava uma, subi e continuei minha chupeta, que tesão de rola.

Parei um pouco e sentei no colo do meu tio pra sentir as mãos dele na minha bunda, que delicia, ele estava louco, cheio de tesão, começou a tentar colocar os dedos dele no meu rabinho enquanto com a outra mão dava uns tapas na minha bunda me levando a loucuras... Sem falar nada ele me tirou do colo dele e me pôs de 4 no sofá e começou a pincilar meu rabo com aquela vara, cuspindo no meu rabinho e forçando aquela vara na porta do meu rabo...

Que dor do caralho dar a bunda pro meu tio João, ele meteu gostoso e sem dó de mim, fodia sem dó meu rabo e me enchia de tapas, eu estava sem forças, morrendo de dor e tesão, tentando rebolar pra ele até ter meu rabinho inundado pela porra quente do meu tio, que delicia, o suor dele escorrendo no corpo dele e aquela porra escorrendo na minha bundinha.

Depois que gozou ele colocou a roupa e voltou para o trabalho sem dizer nada, eu fui para o banheiro tomar um banho e gozar sozinho pensando em tudo o que tinha acontecido naquele dia.

Depois desse dia sempre demos um jeito para fuder e se vocês quiserem depois conto outras histórias entre eu e meu tio João.

Autor: Caio
E-mail - boyafimsp@bol.com.br
MSN - Não Divulgado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta