RIO DE JANEIRO, 8 DE NOVEMBRO DE 2011


Adormeci e quando acordei no outro dia estava deitado na minha cama, de pijamas. Senti minha cabeça doendo.

Em um segundo, lembrei de tudo o que aconteceu. Tive medo de realmente ter sido verdade. Tirei todo o pijama e senti o gozo misturado com o mijo ainda em mim. Meu cu estava realmente depilado, junto com meus pelos pubianos. Tinha sido realmente verdade. Peguei meu pau e senti ele ficar duro novamente. Tinha sido uma experiência tanto! Só não entendi por que me escolheram...

Fui ao banheiro e me olhei no espelho. Estava assanhado e visivelmente arrasado. Tomei um longo banho e quando estava saindo do banheiro, vi um homem de pele morena, olhos e cabelos pretos, pau de 20 cm e corpo musculoso, deitado na minha cama. Tomei um grande susto e fiquei o encarando. Ele me olhou com intensidade. Alguns minutos após, ele me falou que era um dos ET`S, que tinha visto tudo o que fizeram comigo por meio de câmeras.

Ele falou que já viveu na Terra e que, de tanto conviver com os seres humanos, não conseguiu mais voltar à sua forma normal. Fiquei assustando, mas fui me acalmando aos poucos. Ele aproximou-se e me beijo calorosamente. Os lábios dele eram quentes e o seu beijo, apaixonante. Enquanto me beijava acariciava todo o meu corpo e descia os dedos até o meu cuzinho. Pegou dois dedos e ficou encostando no meu buraquinho. Depois, em um ímpeto, tirou-os de lá o colocou-os na boca, sugando bastante. Falou que meu cu tinha um gosto delicioso, o melhor que já provara. Mandou eu ficar de 4 na cama e eu, envolvido, obedeci.

Ele subiu por cima de mim, beijou-me mais uma vez e foi descendo os seus lábios sobre as minhas costas. Senti um tremendo arrepio. Quando chegou no perto do meu buraquinho, ele ficou o cheirando e lambendo. Depois, pegou meu cu, abri-o o máximo que pode com as duas mãos e começou a lamber. Ele passava a língua ali, como se chupasse um picolé.

Depois, fazia círculos com a língua em volta do ânus. Fiquei muito arrepiado e meu pau, instantaneamente, duro. Depois, cuspiu na próprio mão, passou no pau e começou a penetração. Não precisou de muito esforço, pois meu rabo ainda estava muito aberto das experiências anteriores.

Foi excitante sentir um pau de verdade em mim. Não era uma mão, nem jebas descomunais, nem objetos, mas uma pica real. Senti muito prazer e vi que minha orientação sexual estava se inclinando para um lado totalmente oposto à outra. Ele meteu por vários minutos. Ele gemia e eu mais ainda. Ele segurava o meu abdômen e peitoral. Nossos olhos estavam fechados, apenas sentindo o tesão do momento.

Ele tirou a pica e me mandou ficar de frango assado, Fiquei e ele foi mais paciente. Meteu até a metade, tirava. Repetia isso e ficava me encarando, por cima de mim. Eu o olhava também, gemendo a cada estocada. Ele meteu tudo de uma vez e meu beijou desesperadamente. Ele fazia movimentos de vai-e-vem e eu balançava meu corpo para ajuda-lo. Era um enorme tesão. Duas horas depois, ficamos em pé e ele me penetrou assim. Agarrava meu peitoral, me lambia pelas costas e metia. Eu gemia intensamente, sentia meu pau explodir de tão duro.

Meu cu estava acostumado aquilo e ficou bastante folgado. Ele tirou de uma vez e meteu de novo. Tirou rapidamente e meteu mais uma vez. Isso era muito bom, pois podia sentir o tesão completamente. Depois, ele me colocou na cama e me mandou colocar as pernas para cima. Fiquei como se estivesse de cabeça para baixo.

Ele subiu por cima de mim e meteu seu pau ali. Meu cu fazia um barulho. As pregas estava se atritando umas as outras. Adorei a posição. Meia hora depois, quando ele tirou, soltei muitos gases. Dessa vez, forçava para sair.

Ele me mandou ficar assim e começou a punheta. Quando o jato saiu, ele espremeu tudo para dentro do meu buraquinho e forçou o pau mais uma vez. Mandou que eu ficasse de frango assado. Desceu da cama e segurou minha bunda, me olhando fazer força para expelir o gozo. O líquido branco saiu completamente e eu sorri. Ele me beijou e meteu mais dois dedos no meu cu. Me senti muito bem. Era um tesão enorme. Depois, me masturbei. O gozo saiu com um jato.

Ele segurou o máximo que pôde e o colocou na minha boca. Depois nos beijamos assim, trocando o esperma entre o beijo. Era muito bom. Por fim, ele cuspiu agressivamente dentro da minha boca e eu engoli o esperma junto com o cuspe.

Acabamos e fomos tomar um banho. Tudo foi perfeito.

BOAS FANTASIAS A TODOS!

BEIJOS DO JÚLIO.

Autor: Julio
E-mail - meteundo@hotmail.com
MSN - meteundo@hotmail.com
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta