Sabe quando o desejo fala mais alto que a razão? Uma coisa que eu não consigo controlar muitas vezes é o meu desejo sexual e acho que isso é normal, rs. Espero que seja!!! Voltando ao site depois de alguns anos sem contar lhes as minhas aventuras, lembrei de uma história que vale apena ser contada.

Estava voltando de Petrópolis, no estado do Rio de janeiro com meu namorado, depois de um dia maravilhoso na cidade imperial, cansados mas felizes, dentro do ônibus que não estava cheio, na verdade eramos os únicos da metade para atrás, "FÁCIL", entre alguns beijos ardentes e trocas de carícias mas efusivas que tudo começara.

Meu namorado caiu de boca no meu pau sugando encançavelmente e este já estava bem babado com semi gozo viscogo e pelo visto gostoso pois o mesmo se deleitava sem querer parar, o medo de alguém ver e o tensão de ter alguma camera de segurança mesmo que lá no fundo do ônibus, dava uma deliciosa mistura de excitação e desejo.

Enquanto o ônibus descia a serra rumo à cidade maravilhosa, maravilhoso era esta ali fudendo e gemendo nas sinuosas curvas daquela estrada que permitia uma sensação incrível, derrepende alguém percebeu o que se passava e se aproximou, fingiu que ia ao banheiro e na posição que nos encontravamos e nossa cara de sexo safado foi inevitável disfarçar mesmo com po uco luz pois era noite.

Era um homem meia idade uma cara bem normal e até interessante com cavanhaque e cabelo raspado moreno e perfeito para um sexo a três.

Eu já imaginava e cuidado com o que imaginas pois o mesmo quando saiu pela portinha estreita do banheiro já veio com o pau na mão, disfarçara lá dentro um pouco ou ficava imaginando se deveria entregar se aos seus instintos e desejos sexuais ali mesmo e se entregou e foi maravilhoso sentir meu namorado sentado na minha pica e chupando aquele desconhecido naquele micro espaço que dispunhamos ali.

Gozei muito no cuzinho do meu amado enquanto o desconhecido inesperado gozava por fim na nossa cara.

Sim também quiz daquele leite abundante que nos foi dado genorasamente, e quando percebemos já estavamos na linha vermelha chegando ao nosso destino...

Autor: Alexandre
E-mail - xandi_msn@hotmail.com
MSN - Não Divulgado
FONTE - Conto enviado pelo internauta.