Era uma noite de serviço neste inverno que Deus dá, peguei minhas coisas tomei o bus e fui trabalhar, pensei comigo que noite estranha e fria mas fui curtia trabalhar a noite sou garagista de um centro administrativo no centro da cidade aonde moro, cheguei e dei de cara com quem eu iria substituir me foi passado o serviço e o extra era que eu teria companhia ate certas horas do cara que faz a manutenção do portão que era o vinicius, ja meu conhecido de trabalho mas um cara discreto na dele.

Começo meu turno e vou acompanhar a manutençao, chego cumprimento e o vejo trabalhar ele e do tipo sisudo na dele de pouca conversa mas nesta noite ele estava mais acessivel, na conversa senti algo no ar, confesso sou doido por ele nossa nem acredito.

Ele é um moreno claro olhos castanhos cabelos curtos 1.94m meio ursão peludo sem ser gordo tem um bom volume e uma bunda perfeita mas nunca nem olhei pra ele por medo de uma invertida, mas nesta noite as coisas iriam mudar.

Voltei ao posto e fiquei na minha esperando o fim da manutençao, ele tinha vindo com dois ajudantes que nao me chamavam atençao em nada, fiquei na minha, fim da manutençao eles descem da garagem e veem lavar a mao para ir embora o tanque fica de frente para o banheiro vinicius lava as mãos e deixa seus ajudantes lavarem depois e eu fico entre os dois lugares do tanque nao da pra ver o banheiro so se vier na porta mas eu via o banheiro pois estava entre os dois lugares, ele entrou no banheiro e nao fechou a porta ficou em pe em frente ao vaso abriu a braguilha e tirou seu pau e mijou e eu ali vermelho sem graça me entreguei né ele viu riu e piscou mas antes me fez sinal de que era pra eu ficar quieto pois seus ajudantes eram sujeira.

Saiu lavou as mãos e disfarçando me fala que se portao desse problema era pra eu avisa-lo a hora que fosse e que ate horas era meu turno respondi que era ate as 07h da manha, ele se despediu e me fez sinal de que iria ligar para a garagem mais tarde acenei com a cabeça dizendo que sim, ele se foi e eu fiquei na minha o tempo passou e eu esqueci que ele ia ligar dormi um pouco e acordei, ja eram 1h da manha fui na cozinha e tomei um cafe e derepente o tel toca, atendo e ele me pergunta se ta tudo certo e eu mongo com sono pergunto quem era ao telefone, ele entao diz aqui e o vinicius, ta sozinho ai eu respondo que sim, ai me toco do cara ele entao me diz se e limpeza ele vir trocar ideia comigo eu digo que sim e ele diz que em meia hora estaria chegando.

Abro o portao ele entra estaciona o carro e desce ate minha sala começamos a trocar ideia ele meio sem graça me explica que nunca tinha ficado com homem mas quando me viu olhando ele daquele jeito ficou curioso pra saber eu disse que era normal isso, ele entao se senta com as pernas abertas e aperta a vara na bermuda ele tem pernas grossas e bem feitas fiquei doido nem acreditei que ele estava ali ele, entao pega minha mao e coloca em cima da vara dele, fico doido aperto, ele levanta a camisa passo a mao nos pelos acima da virilha e vou ficando cada vez mais maluco com aquilo, ele abre a braguilha deixando aparecer a cueca azula clara e seus pentelhos, fico hipnotizado com a visao e fico acariciando ele que encosta na cadeira e deixa eu a vontade com aqueles pelos e o pau dele que pra minha surpresa era super grosso e reto fico doido abaixo a cueca e a bermuda e pego aquela vara e guloso meto a metade na boca e engasgo com a vara, ele olha e ri e eu fico sem graça ele entao diz nossa que fome e essa to sem pressa aproveita cara voltei a mamar dessa vez consegui colocar quase tudo na boca lambo aquelas bolas peludas e cheirosas babo muito nelas e volto ao cacetao, ele doido com minha boca sem que eu espere goza com tudo e eu quase que engasgo de novo mas engulo toda a porra, ele entao diz solta essa porra cara, nem minha mulher bebe meu leite e tu bebeu tudo caralho que gostoso damos um tempo ofereço a ele um cafe ai voltamos a conversar, entao falo a ele que sempre fui doido com ele e que queria muito transar com ele e ele ri e eu fico sem graça e eu digo que tinha medo dele e por isso quase nao olhava pra ele.

Tomamos cafe entao ele fala relaxa so peço que guarde segredo pois se guardar tera sempre, mais voltei a acaricia-lo, ele entao fala quer mais, eu entao digo quero e quero tudo abro o ziper e tiro a cueca era alta madrugada ele tira toda roupa e eu tb, ele entao fala bela bundinha heim peludinha durinha me abaixo e começo a mamar nele de novo, ele e bem peludo no saco e acho que atras também mamo, mais ele entao diz, para senao vou gozar.

Ele todo suado eu digo a ele para tomar um banho rapido ele entra no chuveiro quente começa a se ensaboar e fica excitado crio coragem e entro dentro do banheiro nu e fico de costas pra ele que começa a me encoxar ele passa a mao em meu rego e poe um dedo no meu cuzinho que dedo grosso ele diz nossa voce é apertadinho, deixa eu te comer deixa e fica passando o pauzao no meu cuzinho me abaixo chupo de novo salivo bastante entao ele começa a forçar doía um pouco mas começa a ceder e entra metade dou um urro de dor ele se preocupa quer que eu tire digo que nao so ele ser carinhoso que vai, entao ele começa a enpurrar devagar ai entra tudo, sinto aquele saco peludo me encostar na bunda ele começa a me fuder mesmo me ajeito e ele aproveita e poe ate o saco, deixo ele a vontade, ele mete ate gozar dentro demim e eu so de pau babando deixo ele pede um tempo saimos do banheiro enxugo ele e ele me enxuga tambem e exclama porra tu e carinhoso me trata como um rei em casa a patroa me trata igual um qualquer tu deve mesmo gostar de mim to satisfeito ele me olha e eu fico constrangido e so sorriu, deixo ele a vontade, ele fica so de cueca e eu de cueca e camisa arrumo um papelao e me deito ele vem e se deita atras de mim e me abraça coloco o celular pra despertar uma hora depois me aconchego a ele e durmo feliz agarrado a ele...

Como será que ficará esta historia....

Autor: Diedro jf
E-mail - Não Divulgado
MSN - yohannfaber@hotmail.com
FONTE - Conto enviado pelo internauta.