A historia que passo a narrar é fruto da minha imaginação na infância.

Vivia eu numa fazenda bem distante da cidade, mas era relativamente feliz cuidava da bicharada e logo apos brincava pelo quintal e as onze almoçava e ia pra escola e voltava de lá as 17h era uma fazenda normal mas tinha seus segredos.

Vivia eu com meus pais e minhas duas ir mas la tinha muitos bichos mas minha paixao era os gatinhos um cachorro e um boi que era o orgulho de meu pai. O tempo passou e eu com tempo comecei a despertar para a sexualidade mas nao me interessava por meninas e nem pelos rapazes estava sempre ao lado deste boi que para mim sempre foi um amigo mas o que eu não sabia era que esse boi não era um boi comum e sim um bicho encantado que sempre fora fiel aos meus pais e me protegia com o tempo passeia assedia-lo e ele por sua vez ficava inquieto e até o momento não havia se revelado fazia altas caricias nele e sempre o sentia nervoso ele então desembestava e ia para o pasto longe de mim.

Passou esse tempo e eu fiquei meio que sem jeito de chegar perto dele que estava sempre arredio e eu triste pois estava apaixonado por ele. Ele tinha o pelo macio malhado de preto e branco e dono de um belo membro que eu quando podia passava a mão e era quando ele ficava arredio e fugia.

O tempo passou eu sempre triste e ele sempre longe de mim. Um dia consegui me aproximar dele mas nada fiz em relação ao sexo dele. Fiquei ali olhando pra ele com grossas lagrimas nos olhos a dizer lhe o quanto eu o amava e queria ser dele mesmo nós dois sendo de especies diferentes vi seus olhos brilharem mas nada aconteceu depois disso os dias se passaram e numa noite fria de muito vento eu havia ficado em casa sozinho pois meus pais e irmãs haviam saido e me avisaram mais tarde que não conseguiriam voltar aquela noite as horas passaram e eu exatamente a meia noite fui ao celeiro aonde ele estava cheguei de mansinho e fiquei a observa-lo ele deitado de forma estranha como se fosse se transformar coisa que eu nem sabia que era possível.

Cheguei mais perto dele num nivel acima e vi o impossivel ele se trasnformou em metade homem e metade boi e ficou la na dele nossa fiquei louco por ele se ja gostava dele como boi imagina ele com 1.94m corpo normal peludo com o rosto meio humano e meio boi barriga bem formada belas pernas grossas e peludas e um belo cacete que em repouso era grosso como se fosse de humano fiquei tão deslumbrado que no susto cai de onde estava ele tb se assustou mas no susto ele conseguiu evitar que me machucasse e me segurou imagine o meu peso moreno claro 1.74m 75kg pernas grossas e peludas bunda média cuzinho virgem poucos pelos no rosto olhos castanhos 17cm de vara virgem lábios carnudos loucos por um beijo dele.

Entao ele se refaz do susto e exclama! Que faz você aqui era para vc estar na cama, eu entao lhe digo: estava com saudades de vc ja te amava como boi agora como meio boi e homem vou a loucura ele entao me fala em tom rispido: o que vc quer de mim ?

E eu assustado com o tom de voz dele desatei a chorar e ele meio que sem graça me diz calma so quero saber o que faz aqui e eu entre soluços grito vc bem sabe o que faço aqui eu amo vc te desejo desde criança e nao mereço que vc brigue comigo sempre esperei uma chance como essa pra estar do seu la do como boi ou como esse que esta a minha frente nao sei o que se passa comigo nao me interesso por mulheres nem homens humanos somente por vc mas o que esperar de um animal irracional que uma hora e uma coisa depois sei la o que será so sei que nao mereço esse tratamento se amar e errado errarei por toda vida pois te amo e desabei num choro convulsivo ele com os olhos lacrimejando me diz mais calmo, vamos conversar sobre isso sou diferente e vc sabe que entre nos nada podera acontecer tambem gosto de vc mas como iremos viver juntos de noite eu me transformo como sera tua vida vc e humano vive em casa eu sou hibrido e encantado como será nossa vida e eu ali emocionado com suas palavras soltei de chofre uma vez eu li que amor e sacrificio e que quem ama se adequa as mais variadas situaçoes de vida te amo e nao me importa aonde viverei ele entao se achega me abraça e me beija intensamente e eu correspondo aquele que ira selar este amor sobrenatural acaricio sua cabeça e sinto ele me abraçar mais apertado me deixo levar beijo aquele corpo com cheiro forte de macho-boi passo as maos em suas pernas louco de desejo e inexperiente De tanto tesão o clima entre eu e o touro aumentou fiquei cego de tesão ele ainda estava amedrontado por causa de papai que estava fora e ele temia que ele descobrisse eu arranhei ele todo fiquei doido de tesão gritei que se tivesse que morrer seria ali e agora pois eu estava com quem amava chupei aquele cacete grosso ate ficar duro de novo ele me beijava mordia ficou doido tambem a gente se olhava chorava se beijava e nada parava a gente ele me confessou que por vária vezes quis ficar comigo mas tinha medo pois não pertencia e minha espécie olhava pra ele e pedia que queria ser penetrado ai era muito grosso o pau dele entrou rasgando ele tirava salivava lubrificava e colocava de novo e eu alucinado de tesão dei uma sentada com força que entrou tudo gritei de dor e tesão as bolas batiam na bunda passei meu dedos no cuz inho dele de tao tesudo que estava ele ficou meio assim mas não impediu tirei o pausão e mamei lambi as bolas e desci até o cuzão de macho dele dei muita linguada ele me catou de quatro e pôs tudo e tirava punha de novo ai ele urrou e gozou com tudo tirou o pau e eu larguinho senti a cachoeira sair de dentro de mim.

Meto a boca em seu pau que ja esta babando ele se contorce de tesao tento em vao chupar aquele cacetao mas pelo menos parte engulo e ele extremamente excitado goza em minha boca que fica toda melada escorrendo pelo rosto ele me levanta e me chama de louco e me beija continuamos a nos desejar ele pede que eu tire a roupa entao passa suas maos em minha bunda e enfia um dedo no meu cuzinho umido e suado de tesao que dedo grosso fico arrepiado entao ele me poe de quatro e começa a lamber meu cuzinho me deixando mole de tanto tesao meu pau duraço começa a babar entao ele pede que eu relaxe e deite ele entao lubrifica meu cuzinho e seu pau e coloca na portinha forçando devagar entra a cabeça e eu grito ele espera e pergunta se eu quero que pare eu digo que nao entao começa a entrar devagar mas entra tudo gemo de tesao ja gozei a tempos mas meu tesao e o mesmo sendo que aquela noite foi minha primeira vez entao continuamos e fazemos em varias posiçoes acabamos por nos abraçar apos o ato sexual nos beijamos e acabamos dormindo.

Acordo assustado ao lado de um boi que nada pode me explicar penso estar ficando louco mas corro pra casa antes de meus pais chegarem ainda sinto o cheiro dele no meu corpo choro desconsolado a saudade vem igual lança no meu peito e a confusao mental tb pois nao sei se foi sonho pois aquele ser era parte de mim o amava como boi e como o homem que me possuiu aquela noite não esqueço aqueles olhos de tanto chorar adormeço e mais tarde acordo atordoado então será que era só um sonho quem sabe preciso descobrir.

Autor: Diedro 2012
E-mail - Não Divulgado
MSN - yohannfaber@hotmail.com
FONTE - Conto enviado pelo internauta.