Tudo que vou contar aqui é verídico. Desde que comecei a descobrir minha sexualidade, isso com 12 ou 13 anos, sempre tive muito tesão em meu irmão mais velho, batias varias punhetas pensando nele, imaginando ele metendo em mim.

Hoje estou com 26 anos e o que vou contar agora aconteceu a pouco tempo quando meu irmão se separou.

Meu irmão se separou da mulher e voltou a morar comigo e meus pais, mas c omo havíamos feitos algumas reformas ele não tinha mais onde dormir e ficou dormindo na minha cama junto comigo, nos primeiros dias dias tudo estava normal, deitávamos e logo dormíamos, já não tinha a mesma vontade de alguns anos atrás de ser comido por ele, até que certa noite, no meio da madrugada senti ele me abraçar, paralisei, não sabia o que fazer foi quando senti meu pau começar a ficar duro e os desejos de antigamente voltaram atona, estava desejando meu irmão novamente.

Passei o resto da madrugada acordado com ele abraçado em mim, sem saber o que fazer, se me mexia pra ele virar pro outro lado se me esfregava nele mas no final acabei ficando ali parado sem me mexer ate amanhecer.

Amanheceu... ele foi acordando, e eu fingindo que estava dormindo, só escutei quando e ele abriu a porta do quarto, pouco tempo depois escutei ele sair de carro pra ir trabalhar, fiquei mais um pouco na cama e me levantei também pra ir pro trabalho. Durante o dia no trabalho fiquei pens ando no ocorrido da noite que passára e varias vezes me pegava de pau duro imaginando aquele homem de 1,75m + ou -, careca, corpo em forma (devido a academia que ele ia três vezes por semana), dono de uma rola de 23 cm ( sabia isso pq minha ex cunhada tinha me contado e dado detalhes das fodas deles, sempre me falava que ele era muito violento na cama, gostava de dar tapas e dizer muita sacanagem). Fora isso o dia passou normalmente, cheguei em casa perto das 19 horas meu irmão jah havia chegado, fui tomar meu banho e depois fiquei na sala vendo tv esperando minha mãe chamar pra jantar, não demorou muito ela chamou... quando cheguei na cozinha vi sentado na ponta da mesa meu irmão só de toalha meu pau ficou duro na hora, minha vontade era arrancar aquela toalha e chupar aquela rola que eu fiquei imaginando o dia todo....

Enfim jantamos, meu irmão logo que terminou de comer falou que iria deitar mais cedo naquele dia, pois estava cansado, era sexta feira e geralmente eu sa iu nesse dia, mais naquele decidi ficar em casa,fiquei mais um pouco ali na cozinha e também logo fui para o quarto jah com muito tesão só de pensar que ele homem dormiria comigo novamente, quando entrei no quarto ele já estava deitado só de cueca na minha cama vendo tv, meu pau começou a latejar de tanto tesão, aquele homem gostoso era meu irmão e iria dormir comigo, deitei do lado dele e logo cai no sono novamente no meio da madrugada senti ele me abraçar, mas dessa vez não fiquei apreensivo tava adorando aquele macho viril, com cheiro de homem agarrado em mim e dormi como um anjo. Na manhã seguinte acordei com o barulho do carro do meu pai saindo garagem, levantei e fui pra sala e lá vi um bilhete da minha mãe dizendo: Guris! vamos passar o final de semana na chácara de seu tio, voltamos só na domingo de noite.

Voltei para o quarto e deitei novamente na cama nisso meu irmão pediu: aonde eles foram?

Ai contei que eles haviam deixado um bilhete que iriam na chácara e voltariam só no domingo, virei pro lado e logo senti que ele me abraçou novamente só que dessa vez ele me encoxou e o pau dele ficou encostado na minha bunda, comecei a ficar de pau duro com essa situação foi quando ele passou a mão por cima da minha cueca e percebeu meu estado e disse: hummm...

Nisso ele começou a esfregar seu pau na minha bunda dizendo; mexe essa bundinha pra mim vai maninhu... me dexa de pau duro... se conseguir vai ganhar uma coisinha....

Invadido pelo tesão que consumia meu corpo, de sentir meu irmão que sempre foi o objeto de desejo de minhas punhetas durante muito tempo, falando essas coisas no meu meu ouvido não resisti e comecei a rebolar esfregando cueca com cueca... não demorou muito e senti o pau dele crescer, nisso ele levantou e ficou de joelhos,tirou a rola pra fora , nossa, na hora que vi aquela caralhão,cheio de veias, com uma cabeça que mais parecia uma laranja de tão grande, não resisti... cai de boca como uma criança quando vê um doce...

Enquanto lambia e beijava aquele enorme pedaço de carne. escutei meu irmão falar: chupa seu puto... cupa o pau do mano ... vamo sua putinha... faz te macho gozar, nisso ele segurou minha cabeça e tentou meter toda aquela rola gostosa na minha boca, eu não queria mas ai ele me deu um tapa na cara e disse: vai deixar... a partir de agora tu é minha putinha e vai fazer todo que eu mandar... engole essa pica e fica quieto abocanhei aquela delicia que tanto desejava enquanto ele me falava umas sacanagens que deixavam cada vez mais louco:

- Isso vai sua vagabunda ... assim, faz te macho gozar... mama esse pauzão... mama o pauzão do mano... vai minha puta... vou encher essa boquinha leite..

Estava adorando tudo aquilo, nem acreditava que meu irmão agora era meu macho, meu homem. E tudo que eu queria agora era sentir o gosto do meu macho, comecei a chupa- lo freneticamente até que ele anunciou o gozo agarrou minha cabeça e pressionou contra o seu pau e disse: toma viado... toma a porra do te macho...

Senti aquele primeiro jato de prazer imundar minha boca, logo veio mais.. nunca tinha experimentado algo tão delicioso, era uma porra doce era o leito do meu macho.

Depois disso ficamos deitados por mais um tempo abraçados nos beijando... não demorou pra eu começar a sentir no meio das minhas pernas o pau do meu irmão ficar duro novamente, ele olhou pra e disse:

- Agora vou arrobar esse rabo, ele levantou, ficou de pé do lado da cama e mandou eu ficar de quatro obedeci, ele puxou minha bunda pra perto do seu quadril, senti aquela cabeçona na portinha do meu rabo e lá ele ficou.. esfregando, colocando e tirando aquela enorme cabeça rosada na portinha do meu cuzinho, quando eu já estava acostumado com a cabeça ali ele meteu com toda a força me fazendo soltar um berro de dor, nem esperou e me acostumar com aquele mastro enterrado no meu rabo e jah começou a bombar no meu cu, no começo estava doendo muito mas depois comecei a gostar. principalmente quando ele começou a puxar meu cabelo e falar:

- Tá doendo tá? mas é pra doer mesmo... putinha tem levar pica no cu e ficar quietinha... a parti dai me entreguei todo pra ele, rebolava naquela piroca falava:

- Vai mete esse pauzão na tua puta... esse cu é só teu... vai meu macho, enquanto ele me dava tapa na bunda e falava "vai assim rebola na vara do teu comedor.... vai minha vagabunda. Nisso ele tirou a rola do meu cu me virou com violência, meu dois tapas na cara e disse:

-"Agora tu vai me dar de frango assado... meteu o pau com toda força e começou a bombar de novo no meu cuzinho, ele metia com tanta força que sentia o saco dele bater no rego, eu gemia muito alto e ele falando" isso geme ... é pra gemer mesmo... nunca mais vai esquecer da piroca do teu maninho... esse cuzinho agora é só meu... se tu der ele pra alguém eu te arrebento seu viado... vai da esse cu pra mais alguém? vai? cada vez ele metia com mai s força, ai respondi:

- Não, só pra ti... tu é meu macho... quero só o pau do meu macho dentro de mim... mete vai meu maninho... sou tua mulherzinha agora... esse cuzinho é só teu... aiiii... E ele:

-Isso vai viadinho geme.... aiiii porra vou gozar nesse cu gostoso... aiiii ..hummmm... eu:

- Isso goza... enche meu cu de porra quentinha vai!

Senti o pau daquele macho latejar e ser enterrado to dentro do mim enquanto enchia meu rabo de porra. depois disso ele jogou por cima do meu corpo me deu um longo beijo e disse que era minha vez de gozar, saiu de cima de mim abocanhou meu pau e me chupou ate gozar, foi maravilhoso. Não preciso nem falar que ficamos o resto do fim de semana fodendo.

Ele ainda está dormindo comigo continuamos fodendo... como ele mesmo diz sou a mulherzinha dele e tenho que dar pra ele todas noites.

Autor: Gui
E-mail - Não Divulgado
MSN - Não Divulgado
FONTE - Conto enviado pelo internauta.