Devidamente, sendo eu hoje com 34 anos, na época que aconteceu este fato eu dia 18 anos,claro observa tudo desde "aquilo". Um certo dia de sábado meu pai saiu com minha mãe e meu irmão e avisou que viria um encanador para arrumar o cano do tanque de lavar roupa, mas como geralmente os encanadores são meio machista e mais idade, aguardei sozinho em casa.

Quando foi meados de umas 10:00 da manhã, tocou a campanhia, fu i ver que era, nossa quando deparei ao portão vi um jovem mais ou menos com uns 25 ou 30 anos no máximo, quando ele se identificou que era o encanador, na hora fiquei boquiaberto, mas abri o portão e pedi para ele entra e fechei o portão, ele não percebeu, mas estava com o zíper da calça justa aberto, notei isso com discrição sem ele perceber, mas enfim pedi para ele me acompanhar até o fundo da casa, pediu-me um toalha velha para poder deitar no chão e ver qual era o problema do cano. Logo deito-se com a cabeça abaixo do tamque e o resto do corpo para fora, neste delirei ao ver aquele corpo gostoso, umas pernas bem trabalhadas,coxas paralelas de uma visão gostosa e neste meio de tempo observei que seu pau começou a endurecer, mas como ele estava com a cabeça em do tanque, não havia percebido nada que eu tivesse olhando para seu corpo, derepente ele esticou o braço e deu uma coiçada em seu pau que estava quase saltando fora da calça, nossa quando vi aquilo fiquei atordoado, mas me controlei para ele não perceber minha observação.

Em seguida ele saiu debaixo da onde ele estava e disse que o problema era que foi somente desencaixado o cano que saia água para o esgoto. Ele levantou totalmente do chão notei que ele presenciou algo diferente, mas como sou uma pessoa discreta, ele perguntou o que acharia se um homem gostase de outro, na hora espantei-me, perguntei a ele: Por que esta pergunta? Logo ele falou percebi que você olhou para meu corpo e meu por isto dei aquela coçadinha no meu pau só para ver sua reação pois mesmo você sendo uma pessoa discreta, eu notei isso em você, mas não se preocupe pois você foi muito fiel a sua discrição, na fiquei sem jeito e meio com a cara vermelha daquela situação, quando ele percebeu isto ele diss: esta afim?

Na hora meio sem jeito disse pode ser, chegando ele mais próximo de mim, olhou-me fixamente em meus olhos e acabou me beijando, me tornado uma pessoa a ser realizada pelo seu corpo, nossa aquilo ia me e squentado em correlação ao seu corpo, simplesmente para retibruir a este gesto, peguei e coloquei minha mão por dentro do buraco de seu zíper da calça, naquela sentir seu pau pulsar,com uma vontade de dar uma esporreada gostosa, parei de beijá-lo e levantei sua camiseta, fui chupando seus mamilos e logo fui descendo até chegar naquilo que queria, pois quando fiquei frente a frente com seu pau mesmo por cima da calça ele pegou e abriu sua cinta e o botão de sua calça desceu ela até o joelho ficando somente de cueca na minha frente, não me fiz de rogado, coloquei minha boca na vara gostosa mesmo coberta por um pano no momento, assim alguns instantes depois abaixei sua cueca, nossa que delícia quando vi seu pau comprido e não muito grosso, devidamente devia ter uns 18cm, delirei na hora, mas já em seguida passei minha boca na cabeça rosada de seu pau, ele se contorceu devidamente por sentir uma boca bem gostosa e sensual, e assim começei num vai e vem gostoso, várias vezes engo lido seu pau por inteiro, como estávamos somente nós dois em casa ele começou a gemer com muito tesão, logo ele pediu-me para levantar-me e tirar minha calça, fiz isto, e acabamos tirando toda a roupa, onde logo em seguida deite-me sobre a toalha e fiquei na posição de Frango assado, ele observou e colocou a camisinha em seu pau rosado e gostoso, ele se apoiou e começou a enfiar seu pau em mim, no começou a doer, mas com um jeitinho ele colocou toda aquela vara dentro de mim, que loucura e assim ele começou num vai e vem gostoso, logo começei a bater uma punhenta em mim e acabei gozando em se de mim mesmo, ele percebeu que ia gozar, pegou e tirou seu pau dentro de mim e tirou em seguida a camisinha e começou uma punheta bem gostosa que ele gozou, e ainda soltou um gemido, soltando também uma bombada de porra quente em cima de mim, nossa quando vi aquilo, fiquei absmado, com tanta porra em cima de mim, levantamos e fomos tomar um banho, ele não cobrou o serviço, pois o serviço foi pago de outra maneira pela minha pessoa. E não me arrependo até hoje disto, por mais que ele é casado.

Autor: Fernando
E-mail - gazetinha1@hotmail.com
MSN - Não Divulgado
FONTE - Conto enviado pelo internauta.