Meu nome é Max cont. aki minha saga...

Passei todos estes anos em Sampa tive varios parceiros, varias aventuras, agora cansado da cidade grande, mudei para uma cidade perto capital com apenas 10 mil habitantes, mudei em junho fazia frio, primeiros dias foi um tédio total, eu saia a noite e tudo fechado poucas pessoas na rua, apenas alguns bebados e uns noviciados aki acola...

Depois de uns dias eu sai a noite era 23 hs, estava sem cigarro, e procurava algo aberto mas nada encontrei, quando desço para minha casa encontro um garoto sentado na esquina um quarteirão antes da minha casa, estava de agassalho e touca pouco podia ver seu rosto.

Eu sentei do seu lado e pergutei se sabia onde eu podia comprar um cigarro, ele disse na giria que era impossivel pois td estava fechado, mas se eu tentasse a sorte podia bater no portão da padaria que o padeiro me atendia..

Tentei e consequi, voltei ele pediu um cigarro, continuamos a conversar, depois de uns minutos pareciamos velhos amigos, ele disse estava a fim de beber algo eu pensei bem e me arrisquei, convidei ele para ir até minha casa, de imediato ele aceitou...

Ficou encantado com minha casa dizia que eu tinha uma goma maneira, começamos a tomar cerveja, depois um conhaque, ele me pediu se podia acender um baseado, fiz sinal que sim.. me perguntou se era legal morar sozinho.. perguntei quantos anos ele tinha ele respondeu 18... mas ele mentiu depois de um ano descobri tinha só 17....

Murilo era assim magro estatura baixa moreno claro,olhos castanhos... simpatico e risonho...

Depois de um tempo eu disse estava a fim dele, que meu negocio era homem... ele ficou meio espantado me disse não tinha notado nada... que nunca tinha ficado com homens, nisso ele ficou de pé... e disse tenta se voce consequir, eu abaixei seu agassalho, uma enorme pica pulou para fora, levei um susto, moleke baixo magro com uma pica daquelas, eu espantado disse moleke que é isso... comecei a pumhetar, não aguentei e mamei, senti ela crescer em minha boca, era a pica mais deliciosa que esperimentei nestes 45 anos de vida...

Senti 25 cms pulsar em minha boca, ele pediu que fossemos para quarto, eu puxei ele, e despi que corpo perfeito escondia atrás daquele moleton, ele pediu colocasse um video pornô, eu obedeci e coloquei.. continuei mamando até que ele pedisse que queria me comer, assim que ele pediu eu terminei despir, fiquei de 4 passei creme encapei o bixo, fiquei na espera para receber aquele trofeu, senti a cabeça enorme mas parecia um cogumelo, entrou eu gemia me contorcia, ele perguntava se estava td bem se podia continuar, eu dizia sim, senti toda aquela vara adentro, me cutucando, ele murmurava em meu ouvido, que bunda gostosa cara, omo vc mexe bem,e me arrombando..

Depois de uns 20 min... ele pediu para gozar em minha boca, tirei a camizinha,e comecei a mamar senti sua porra toda em minha boca,engoli tudo, descansamos um pouco nisso ja era 2 da madruga.. ele se vestiu e disse ia embora.. eu despedi dele ele saiu pela rua, eu fiquei daquele jeito, com cu ardendo e pensando naquela rola, tomei um banho passei uma pomada pois doia um pouco,dormi feito anjo...

Pensei que nunca mais ia rever, passou uns dias ele apareceu bem tarde em minha casa, ja fomos direto para quarto, levamos cerveja, e ficamos amassando um o outro,comecei a mamar aquela vara escomunal, fui ara as bolas e desci em seu cuzinho, passava a lingua, ele relaxou e deixava, depois de um tempo eu virei ele de costas e abria sua bunda e metia lingua, qdo. tentei colocar dedo ele não deixou.. acabou virando pra cima, o pau parecia ia explodir, mamaei muinto, meu cu piscava de vontade agassalhar aquela vara, ele me virou e meteu com vontade, até sentir sua pulsação e encher a camisinha de porra...

Ficamos assim uns 6 meses eu sentia ele meu namorado, mas ele não assumia nada, e não queria ninguem soubesse de nada, ficamos assim um tempo ele aparecia quando queria, eu ficava a seu dispor.. neste espaço de tempo tive outros, quando ele sumia, eu saia pra rua e arrumava alguem, mas ele era especial e metia muinto bem por ser a primeira vez...

Autor: Max
E-mail - Não Divulgado
MSN - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.