Esta história aconteceu há dois meses.

Me chamo ricardo, sou um cara da paz, branco, peludo, alto, estilo forte/malhado, macho com cara de bravo mas muito tranquilo e sou ativo liberal. Bem, estava eu num posto de combustivel de estrada abastecendo minha caminhonete e fui ao banheiro dar um mijão. Sempre me amarrei em ler os recados deixados nas portas dos banheiros, isso deixa os meus 19, 5 x 6 cm duraço e pulsando na cueca.

Encontrei um recado dizendo "macho passivo bonito quer dar para macho peludo" e com telefone logo abaixo. Vi que era telefone da região e resolvi ligar.

Quem atendeu foi o fabricio. Branco, malhado mas nao grandão, uns 28 anos, gato macho mesmo. Me identifiquei e o cara topou. Marcamos no banheiro do posto e em 30 min o cara estava lá. Fiquei doido com o cara. De inicio batemos um papo e ele tomou a iniciativa de segurar meu caralho sobre a bermuda. Ficou duro na hora. Como ali nao era reservado, sugeri que fossemos ate a caminhonete e procurassemos um lugar melhor para fuder..

Fabricio topou e assim fizemos. Fomos pra uma roça perto, deserta e abri a tampa da carroceria e sentei na berada. O cara ajoelhou e me chupou maneiro. Me chupou tao bem que dei uma gozadona na boca dele. Claro que nao ficamos satisfeitos com o boquete, queriamos mais. Nesse momento ouvi ele dizer: me estupra com esse cacetao, bota a camisinha e mete sem gel e sem pena nesse cu de macho qu quer vara.

Na hora meu pau endureceu novamente. Joguei fabricio na carroceria e meti tudo de uma vez com força e ele deu um grito e pediu calma. Respondi: calma o caralho. Leva pica no cu seu viado puto. Tapei a sua boca com uma mao e com a outra batia na sua bunda.

O cara chorava de dor e isso me excxitava ainda mais. Bombei com força e ia sentindo suas pregas relaxarem. Meti um tempáo e fabriciu anunciuou que ia gozar com meu caralho no cu. Deixei o puto gozar muito e disse que eu iria gozar em sua cara.

Ele adorou a ideia e assim eu fiz, melei a cara dele com minha porra grossa e volumosa, limpei a porra da cara dele com minha mao e o fiz ele lamber tudo. Nossa, que puto era aquele.

Vi minha camisinha suja de sangue e notamos que seu cu tava sangrando. Limpamos seu cu e cedi uma cueca minha para ele usar como modess. Voltamos para o posto e ele foi pra casa.

Esta semana vou voltar la e tentar comer minha puta macho.

Afinal, sei muito bem comer um cú e deixar um macho passivo doido.

Adoro chupar e comer um cú de macho que aguentem um pauzao no rabo.

Valeu, depois conto como foi comer fabricio novamente.

Autor: Ricardo
E-mail - Não Divulgado
MSN - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.