Olá pra quem não se lembra de mim, eu sou Willy tenho 19 anos, e sou autor do conto na borracharia, quem leu deve ter lembrado que o borracheiro havia me convidado para tomar banho no rio da cidade, pois um dia eu liguei pra ele depois de uns 7 meses de ter ido lá na borracharia, mas eu nem me lembrava mais do convite, mas ele não havia esquecido, como eu estava precisando trocar os pneus e fazer balanço e geometria no carro, fui até a borracharia dele, ao chegar lá, ele estava atendendo um senhor e tive de espera-lo terminar, assim que o senhor saiu, ele veio falar comigo, eu lhe disse que precisava de pneus novos e fazer geometria pois o meu carro tava precisando, ele me falou do convite e eu disse que nem me lembrava mais, mas que depois poderíamos ir no rio tomar banho...

Depois de umas 2 horas que ele trocou os pneus e fez geometria, fomos ao riacho que passava por traz de uma montanha a uns 3 quilômetros da borracharia, mas antes de ir eu lembrei que não havia levado calção de banho, não teria como ir, mas ele me disse para entrar de cueca, só que como eu estava usando aquela  e com certeza ela demoraria a secar, resolvi  entrar pelado mesmo, ele  também já que não usava cueca, tiramos a roupa e ficamos nus...

O borracheiro havia raspado os pentelhos, estava lisinho e sem pelo algum, entramos na água, e tomamos banhos e banhos, até o momento que ele ficou excitado e o seu pinto endureceu, ele não aguentando mais de tesão me disse que queria me comer, e eu estava querendo de novo, disse que sim, fomos pra um lugar mais distante, atras de umas pedras, onde ninguém pudesse nos atrapalhar, encostei me na pedra e virei a bunda pra ele, ele começou a me penetrar, comecei a gemer feito uma loca, ele enfiava cada vez mais e mais fundo, ele perguntou se eu tava gostando e lhe disse que sim, que eu gostava daquilo e era o que eu queria, que eu adorava levar cacete, assim foi durante uns 30 minutos ele metendo no meu cú, eu querendo mais e ele atendeu, passamos a a tarde toda fodendo e tomando banho no rio, ao terminar de me foder deitamos no chão, meu cú doia cada vez mais, estava anoitecendo e eu queria ir embora, mas ele não deixou eu ir, disse que eu seria dele aquela noite, não podia recusar, pois estava com muita vontade de ter um cara só pra mim a noite toda...

Liguei pra casa e disse que o carro havia estragado e passaria a noite num hotel, meus pais deixaram mais contando que eu voltasse logo cedo pois era dia de trabalho, o borracheiro pegou o colchão e colocou no lado do seu e deitamos, os dois nus, logo pegamos no sono, mas bem de madrugadão ele acorda e se encosta em mim, enfiando seu pau no meu cú, e me penetra de novo, e assim foi a noite toda, fodemos até meu cu ficar arregaçado...

Ele me disse que por uns 4 dias eu não poderia sentar, e só dormir de bunda pra cima, eu querendo um macho só pra mim, resolvi que iria morar com ele, cheguei em casa, arrumei a minha mala e sai, fui morar com o borracheiro, moro com ele até hoje, nos mudamos dali daquela cidade, e fomos morar em outra, e toda a noite ele me come.

Autor: Willy
E-mail - Não Divulgado
MSN - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.